Johnny Garcia: ator conquista público apesar da pandemia

Durante a quarentena, o ator londrinense ficou em segundo lugar numa seletiva nacional de atores, estreou um monólogo on-line e conquistou novos fãs com vídeos cômicos no Instagram

Marcos Roman - Grupo Folha
Marcos Roman - Grupo Folha

No ano passado, ainda dividindo seu tempo entre a paixão pelo teatro e as atividades acadêmicas do último ano do curso de Psicologia, Johnny Garcia havia planejado se dedicar totalmente à carreira de ator quando concluísse o curso. Enquanto ensaiava um monólogo que ganharia os palcos da cidade em 2020, o jovem artista foi surpreendido pela pandemia do novo coronavírus e pela quarentena que impediu a realização de espetáculos presenciais. O que ele não imaginava era que o período de reclusão que acabou frustrando os planos de grande parte da classe artística deixaria um saldo tão positivo na sua trajetória profissional.  


Durante a quarentena, o ator londrinense tem conquistado um público cada vez maior em vídeos e lives que produz no Instagram (@johnnygarci4), onde dá vida a diversos personagens cômicos que são acompanhados com entusiasmo por seus quase dois mil seguidores. No mês passado, concorrendo com 1.200 atores de todo o país, Johnny conquistou o segundo lugar na seletiva nacional de talentos da Army Agency. E no último final de semana, estreou no formato on-line o monólogo “O Homem de Costas”, dirigido pelo cineasta Rodrigo Grota.  




“Como me formei em psicologia em 2019, projetei para mim que esse ano eu me dedicaria totalmente à atuação. E o que aconteceu foi justamente isso. Mesmo com a pandemia os projetos vieram vindo até mim. Sem sair de casa, as coisas foram acontecendo. Está sendo um prazer muito grande saber que as pessoas estão conhecendo o meu trabalho e gostando”, comenta o jovem ator de apenas 24 anos.  


Johnny relata ter ficado surpreso com o resultado da seletiva da Army Agency. Por meio de votação entre os 40 mil seguidores agência, o londrinense conquistou o segundo lugar na disputa da premiação que envolve cursos e oportunidades para impulsionar a carreira no mercado de trabalho. “Ficar em segundo lugar foi inacreditável. Tá sendo muito bacana. Foi um concurso que abriu muitas portas pra mim. Estou fazendo cursos oferecidos pela agência que estão sendo muito transformadores e conhecendo pessoas do Brasil inteiro, tendo essa relação com esses artistas e pessoas muito inspiradoras e muito incríveis”, enfatiza. 

Johnny Garcia no monólogo "O Homem de Costas": "o espetáculo teve muita adrenalina mesmo sendo on-line porque foi ao vivo, sem corte algum"
Johnny Garcia no monólogo "O Homem de Costas": "o espetáculo teve muita adrenalina mesmo sendo on-line porque foi ao vivo, sem corte algum" | Anderson Craveiro/ Divulgação
 


ESPETÁCULOS ON-LINE

Outra boa surpresa apontada pelo ator londrinense foi a experiência de atuar em um espetáculo com transmissão on-line. “Foram três apresentações ao vivo do monólogo “O Homem de Costas”, que tem direção e dramaturgia de Rodrigo Grota. Não ter a plateia comigo fez muita falta. Mas tirando essa perda foi muito positivo ter feito essas apresentações. Tem muita adrenalina mesmo sendo on-line porque foi ao vivo não teve corte nenhum. Eu tive aquela sensação de será que eu vou desmaiar? Será que vou dar conta de ir até o final? Será que vou esquecer o texto?”, afirma ao destacar que em breve pretende realizar novas sessões virtuais do espetáculo que protagoniza. 


“Acho que é um formato muito interessante. Os espetáculos on-line a que assisti tiveram um impacto muito forte sobre mim. Acho que o problema talvez esteja em comparar esse formato com o presencial. Não dá para comparar, mas isso não quer dizer que ele não tenha uma força muito grande. Acho que tem sido muito mágico tanto os espetáculos que tenho assistido quanto esse processo do qual participei como ator”, ressalta.  


 NOS PALCOS E NO CINEMA

Formado pela Escola Municipal de Teatro, Johnny se aproximou das artes cênicas ainda na infância quando aos 7 anos começou a participar das aulas de teatro do Colégio Marista de Londrina. “Minha trajetória profissional também começou atrelada à Funcart. Sou formado pela Escola Municipal de Teatro. Juntos com outros alunos formados lá participei do espetáculo “Bodas de Café” e “República”, os dois dirigidos pelo Silvio Ribeiro”, comenta o ator que em 2016 participou do longa-metragem Leste-Oeste, dirigido pelo cineasta Rodrigo Grota.  

Johnny Garcia, 24 anos: "Está sendo um prazer muito grande saber que as pessoas estão conhecendo meu trabalho e gostando"
Johnny Garcia, 24 anos: "Está sendo um prazer muito grande saber que as pessoas estão conhecendo meu trabalho e gostando" | Wilson Papeschi/ Divulgação
 

ENTRE A COMÉDIA E O DRAMA

Atualmente, Johnny tem se dedicado a dar vida a personagens cômicos cujos vídeos postados nas redes sociais têm ganhado força durante a pandemia. “No meu Instagram eu tenho algumas personagens que já têm o carinho das pessoas, como a psicóloga Martinha Marrone. Com essa personagem eu faço lives  nas quais meus seguidores pedem dicas, conselhos. É muito gostoso isso. É uma coisa que alimenta o ator a continuar mesmo neste período tão difícil”, destaca. 


Fã do ator Jim Carrey e das atrizes Mary Streep e Fernanda Montenegro, Johnny se define como um ator dividido entre a cômico e o trágico. "Em relação a minha identidade como ator tem sempre esse diálogo entre comédia e drama que não é uma coisa que eu necessariamente escolhi. Acabou acontecendo. Eu sempre busco a comédia no drama e o drama na comédia. Para mim sempre tem essa dualidade”, conclui. 


Confira os vídeos

Espetáculo 'O Homem de Costas'

Johnny Garcia interpretando a Psicóloga Martinha Marrone





Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Tudo sobre:

Últimas notícias

Continue lendo