Histórias contadas e cantadas


Marian TrigueirosReportagem Local
Marian TrigueirosReportagem Local
Paulo Freire e Josiane Geroldi, da Cia Contacausos, estão entre as atrações desta sexta-feira (2)
Paulo Freire e Josiane Geroldi, da Cia Contacausos, estão entre as atrações desta sexta-feira (2) | Fotos: Divulgação



Na programação desta sexta-feira (2) do 7° ECOH (Encontro de Contadores de Histórias de Lonrina), Josiane Geroldi e Paulo Freire (SC) vão dividir o mesmo palco no espetáculo "Imagina Só", que será apresentado gratuitamente no Centro Cultural Sesi, às 15h e às 19h30. Sempre acompanhando o trabalho um do outro, trocando as experiências, estudando os causos da mitologia e da cultura brasileira, a contadora de histórias catarinense Josiane Geroldi e o violeiro paulista Paulo Freire se uniram para a realização deste espetáculo que perpassa o imaginário popular. A partir da próxima semana, a programação do evento será realizada em escolas municipais.

Em "Imagina Só", Dona Jô e Nhô Paulo (nomes dos personagens) sentados num terreiro de casa de roça, desfiam um novelo de causos, um arremedando o outro. Na apresentação, contam sobre o baile dos capetas graduados, do primeiro saci que despencou na terra, das roupas desvestindo as pessoas na casa de dona Bastiana, como a família do Chico Santos virou o bando de passarinho Tangará, dentre outras lembranças. Todas as histórias são entremeadas por canções e ponteados de viola. Os dois artistas se firmaram como contadores de histórias dentro do projeto "Baú de Histórias", do Sesc Santa Catarina.

No sábado (3), às 15h, no Centro Cultural Sesi, é a vez da Cia. Malas Portam (São Paulo, SP), com o espetáculo "Passando Histórias da África", apresentar quatro histórias sentidas ao som do instrumento africano djembê para revelar como elas se espalharam pelos quatro cantos do mundo. Na fábula de "Krokô e Galinhola", uma galinha d’angola muito astuta se livra de virar o almoço de um crocodilo; "A origem do tambor" explica como os tambores surgiram; e um gato curioso chega para revelar quem é "O ser mais poderoso do mundo".

No mesmo dia, o violeiro e contador Paulo Freire (Campinas, SP) apresenta "Medo Pequeno", às 19h30, também no Centro Cultural Sesi. Neste espetáculo infantil, o violeiro trata dos medos que povoam o mundo das crianças. Assim, surgem assombrações, pescarias extraordinárias e embates com os seres de nossa mitologia, como o Mapinguari e a cobra Honorato. Os causos são compostos por canções, divertidos ritmos caipiras e maluquices de viola. O público é convidado a participar dando sugestões nas narrativas e cantando músicas da tradição oral brasileira.

‘Histórias da África’, com a Cia Malas Portam, é a atração de sábado(3) no Centro Cultural Sesi
‘Histórias da África’, com a Cia Malas Portam, é a atração de sábado(3) no Centro Cultural Sesi



Oficina
Na oficina "Contando histórias em Libras", realizada pelo grupo Mãos de Fada (São Paulo, SP), que acontece no sábado (3), das 9 às 12h e das 14 às 17h, na Vila Triolé Cultural, os participantes vão aprender a narrar histórias em Libras, uma linguagem de modalidade visual. Para isso, será discutido o que é narrar histórias. A partir desse questionamento, os participantes poderão aprender como utilizar a gestualidade, a construção imagética de cenas narradas em Libras e a construção de personagens por meio do processo anafórico e da dramatização. A oficina é voltada para surdos ou ouvintes, professores, psicólogos, contadores de histórias, educadores e demais interessados.

ECOH 2018
Imagina Só – Causos, Canções e Ponteados de Viola/ Josiane Geroldi e Paulo Freire
Quando: Sexta-feira (2), às 15h e 19h30
Onde: Centro Cultural Sesi (Praça Primeiro de Maio)
Quanto: Gratuito

Passando Histórias da África – Cia Malas Portam
Quando: Sábado (3), às 15h
Onde: Centro Cultural Sesi (Praça Primeiro de Maio)
Quanto: Gratuito

Medo Pequeno – Paulo Freire
Quando: Sábado, às 19h30
Onde: Centro Cultural Sesi (Praça Primeiro de Maio)
Quanto: Gratuito

Oficina Contando Histórias em Libras, do grupo Mãos de Fada
Quando: Sábado (3), das 9 às 12h e das 14 às 17h
Onde: Vila Triolé Cultural
Quanto: R$ 25




Continue lendo


Últimas notícias