Gkay diz que sua personagem na Netflix será mais doida que Jennyfer, de 'Os Roni'


BEATRIZ VILANOVA
BEATRIZ VILANOVA

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Uma das estrelas do humorístico "Os Roni" (Multishow), Gessica Kayane, 27, mais conhecida por "Gkay", afirma que sua personagem tem evoluído junto com ela. Na terceira temporada, que estreou em junho deste ano, a vendedora Jennyfer torna-se empresária, e se apresenta completamente repaginada.

"Eu me identifico muito com ela, porque é uma menina muito sonhadora e batalhadora, que realmente corre atrás do que quer", diz a humorista, que nasceu em Solânea, no interior da Paraíba. "Não me identifico com esse lado meio trambiqueiro dela, que eu não tenho, mas acho engraçado. Ela tem uma lábia boa, e se você deixar, ela te enrola", brinca.



Apesar do crescimento da personagem, Gkay afirma que foi uma temporada "mais tranquila". A humorista diz que se sente mais confortável após ter duas temporadas como "escola", e pela maior afinidade com o elenco e produção -a nova temporada retornou com Tirullipa e Whindersson Nunes, sem Carlinhos Maia.

"E fico feliz que essa temporada saiu agora, porque acaba sendo um entretenimento a mais para todo mundo que está passando por esse período", diz a artiz, ao mencionar esse momento de isolamento social devido à pandemia do novo coronavírus.

Além do trabalho no Multishow, Gkay desenvolve um projeto para a plataforma de streaming Netflix. Trata-se de um filme de comédia em que ela interpreta Michele, uma personagem "doidinha" e "uma Jennyfer piorada", segundo a humorista, e que já tem grande parte das cenas gravadas.

"A Michele tem muito da Gkay. O diretor, Leandro Nery, me deixou muito à vontade até para criar em cima do roteiro, e usar os meus trejeitos", afirma a atriz, ao destcar que restam apenas quatro diárias de gravação, pausadas por causa da pandemia, para conclusão do filme.

A intenção, diz ela, é lançar a película até meados de fevereiro de 2021. "Não pudemos cumprir as diárias, porque todas elas envolviam aglomerações. Eram cerca de 150 figurantes, fora equipe e atores, então, por ordem da Netflix, foram interrompidas. Quando passar tudo isso, vamos terminar de gravar. Converso com o diretor sempre, e ele informou que já estão editando o filme, porque ele está quase pronto."

Com série e filme no currículo, Gkay diz que ainda há muito o que realizar profissionalmente. Apesar de reconhecer que está no início da carreira, ela tem como metas ter um programa próprio e fazer um trabalho internacional, além de conseguir se destacar ainda mais nas redes sociais, responsáveis por uma grande parcela de sua fama. Ainda há chão, mas ela diz estar feliz com a fase que tem vivido.

SUCESSO ONLINE NA QUARENTENA

Em quarentena, Gkay tem vivido "um dia após o outro". Ela diz que, em alguns dias, está hiperprodutiva, enquanto em outros têm se sentido mais ansiosa e ociosa. "Não tem problema. É um momento muito difícil para todo mundo, e a gente não pode se cobrar muito. E isso é algo que eu tenho evitado fazer na quarentena, eu não estou me cobrando."

A grande responsável por ocupar parte de sua rotina é a rede social de vídeos TikTok, na qual a humorista tem forte presença. Ela descreve a rede como uma paixão, que faz sucesso por ser uma plataforma inovadora e democrática, uma vez que todos conseguem se identificar com ela.

"Qualquer pessoa pode viralizar um vídeo. Você não assiste apenas as pessoas que você segue, mas você tem acesso a um mundo inteiro de possibilidades. É uma rede social que preza por vídeos rápidos e também tem a questão da identidade", diz a atriz, revelando que passa horas na plataforma por ter um "entretenimento rápido e diversificado".



Para ela, é preciso explorar e se adaptar a toda nova rede social que surge, já que elas significam uma nova possibilidade de crescer e se destacar no trabalho, produzindo conteúdos cada vez mais criativos e acompanhando novas tendências.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo