|
  • Bitcoin 140.232
  • Dólar 4,7700
  • Euro 5,1225
Londrina

Folha 2

m de leitura Atualizado em 23/04/2022, 10:34

Fundo de Quintal anima o Samba da Madrugada em Londrina

Grupo carioca que revolucionou o universo do samba se apresenta neste sábado (23), a partir das 21 horas, na sede da Apuel

PUBLICAÇÃO
sábado, 23 de abril de 2022

Reportagem local
AUTOR autor do artigo

Foto: Divulgação
menu flutuante

Londrina recebe neste sábado (23) o grupo de samba mais festejado do País. Comemorando seus 45 anos, o Fundo de Quintal será a estrela do Samba da Madrugada, promovido desta vez na sede da Associação do Pessoal da Universidade Estadual de Londrina (Apuel). Com dezenas de sucessos que estão na ponta da língua de todo sambista, o quinteto chega à cidade com a seguinte formação: Sereno (tantã e voz), Bira Presidente (pandeiro e voz), Márcio Alexandre (cavaco e voz), Junior Itaguay, (banjo e voz) e Ademir Batera (bateria). Clássicos eternizados pelos músicos cariocas como “A Amizade”, “O Show Tem Que Continuar”, “Vou Festejar” e “A Batucada dos Nossos Tantãs” farão parte do repertório do show.  

Aos poucos, o Fundo de Quintal vai retomando o ritmo dos shows interrompido pela pandemia do novo coronavírus, que levou à morte um de seus fundadores, o Ubirany, aos 80 anos, em dezembro de 2020. “A pandemia deixou uma dor muito grande. Além do Ubirany, perdemos muitos amigos da música. Mas o show tem que continuar”, afirma Márcio Alexandre, numa referência a um dos maiores sucessos do grupo. 

Com 40 anos de idade, ele nem havia nascido quando o grupo foi criado. Mas ainda estão na ativa dois dos fundadores: Sereno (81 anos) e Bira Presidente (85). “Acredito que a nossa sonoridade e o fato de mantermos a tradição do samba explicam essa vida longa”. Mas foi justamente o jeito revolucionário dos músicos tocarem que chamou atenção de Beth Carvalho (falecida em 2019). Foi ela quem levou o Fundo de Quintal pela primeira vez ao estúdio, em 1978. Um dos maiores sucessos da carreira da cantora, “Vou Festejar”, é assinada Jorge Aragão e Neoci Dias, fundadores do grupo. Almir Guineto, que morreu em 2017, também estava na formação original, assim como Sombrinha. Arlindo Cruz entrou tempos depois. 

Fundo de Quintal: grupo que completou 45 anos vem atraindo o público jovem Fundo de Quintal: grupo que completou 45 anos vem atraindo o público jovem
Fundo de Quintal: grupo que completou 45 anos vem atraindo o público jovem |  Foto: Divulgação
 

O Fundo de Quintal nasceu dentro do Cacique de Ramos. E sua história se confunde com a do bloco carnavalesco carioca. Além de inovarem na forma de tocar, seus integrantes inventaram instrumentos hoje populares em todo País. “Dificilmente, você vê um grupo de samba que não tenha um tantã ou um repique de mão”, ressalta Márcio Alexandre.  

O tantã foi criado por Sereno. O repique de mão, por Ubirany. “E tem o banjo, que foi adaptado da música country pelo Almir Guineto.” Na versão de Guineto, o instrumento  ganhou braço de cavaquinho.  

PÚBLICO JOVEM 

Segundo Márcio Alexandre, o público do Fundo de Quintal vem se renovando nesses 45 anos. “A garotada tem ouvido bastante a gente nas plataformas de streaming”, diz o músico. 

O fato de o samba ter função política, de acordo com ele, também ajuda a atrair os mais jovens. “Desde sempre, as escolas de samba se apresentam como resistência. Eu venho do Império Serrano, que foi fundada por estivadores - pessoas que passaram por situações difíceis e trouxeram suas dores para os enredos”, afirma.  

ORGANIZAÇÂO REVELA A PRÓXIMA ATRAÇÃO À FOLHA 

O Samba da Madrugada, iniciativa do produtor cultural Michael Soares, está completando nove anos. As rodas, que misturam artistas conhecidos nacionalmente com músicos da cidade, já contou com apresentações de sambistas do calibre de Nelson Sargento e Monarco. 

“Um evento chegar a nove anos de existência é um fato raro devido às diversas dificuldades que o setor enfrenta no Brasil. Isso tem que ser comemorado com uma grande festa. E nada melhor para coroar esse momento que o Fundo de Quintal, que é a maior referência do samba no mundo”, destaca Soares. 

O promotor avisa que na sede da Apuel haverá estacionamento para quem for de carro e Uber para quem optar pelo aplicativo. “Teremos estacionamento a R$ 22 e convidamos motoristas do Uber para ficarem disponíveis no local, que fica a apenas quatro minutos da Gleba Palhano. O show será ao ar livre, mas teremos uma área coberta caso chova”, avisa. 

Com exclusividade para a FOLHA, Soares revela qual será a próxima atração do Samba da Madrugada. “Traremos a cantora e compositora Lecy Brandão para fazer um grande show em Londrina no dia 9 de julho”. (Marcos Roman) 

Serviço: 

Samba da Madrugada – Show com o grupo Fundo de Quintal 

Quando - Sábado (23), a partir das 21 horas 

Onde - Sede da Apuel (Rod. Mabio Gonçalves Palhano, s/n - próximo ao Centro de Eventos) 

Quanto - R$ 66,75, à venda na plataforma Sympla 

...

Receba nossas notícias direto no seu celular, envie, também, suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link