DISCO/LANÇAMENTO EXPERIMENTAL COMO POUCOS Sai no Brasil disco do Tortoise, banda americana que traz influências de jazz, rock alemão, minimalismo, rock progressivo e música eletrônica ReproduçãoTortoise: fez shows com Tom Zé nos Estados Unidos e no BrasilReproduçãoDisco, que foi lançado há dois anos no exterior, acaba de ganhar edição brasileira Nelson Sato De Londrina Saiu o CD do Tortoise. Era para ter sido lançado em dezembro coincidindo com a excursão brasileira da banda. Mas a gravação de faixas extras acabou atrasando a edição nacional, que chega agora às lojas pelo selo Motor Music, de Belo Horizonte. Tortoise é de Chicago. Está à frente da facção mais estimulante surgida no panorama pop nos últimos dez anos, batizada pela imprensa britânica de ‘‘pós-rock’’. Mescla jazz, eletrônica, progressivo, minimalismo, ritmos latinos, ambient e rock alemão dos anos 70. Pela vocação experimentalista, parece mais uma banda européia posicionando-se a milhas de distância dos clichês do rock alternativo, da mistura de metal com hip hop ou do folk rock que vicejam como praga nos Estados Unidos. Além dos instrumentos básicos, o sexteto utiliza vibrafones, marimbas e congas. TNT, o CD finalmente disponível por aqui, saiu há dois anos no exterior. Traz doze composições instrumentais e duas músicas adicionais. O repertório é de fina cepa. Entre os destaques vale sublinhar o riff memorável de guitarra e as levadas jazzísticas na bateria da faixa-título, a atmosfera de trilha de seriado de TV dos anos 70 em ‘‘Swing from the gutters’’, as variações de dinâmica (com um pé em ritmos latinos) de ‘‘I set my face to the hillside’’ e mais a incursão pelo estilo ambient em ‘‘almost always is nearly enough’’. Antes de TNT, o Tortoise lançou um álbum homônimo, uma série de singles e o elogiado CD Millions Now Living Will Never Die. Seus integrantes são amigos do compositor baiano Tom Zé, de quem são fãs declarados. Em setembro do ano passado, acompanharam o brasileiro numa turnê pelos Estados Unidos. Em dezembro, o convidaram para participar do show que fizeram em São Paulo. Tortoise expande as fronteiras do pop como poucos. É, como dizia João Gordo na MTV, ‘‘crasse a’’.