Ex-One Direction declara que o sucesso quase o matou


Agência Estado
Agência Estado

Liam Payne enfrenta altos e baixos emocionais. Se por um lado o sucesso e o reconhecimento do talento são gratificantes, por outro, podem ser sufocantes.

"Há momentos em que existe esse nível de solidão e as pessoas meio que 'entram em você' todos os dias. E isso quase me matou algumas vezes. Eu passei por um período muito ruim. Felizmente eu tinha ótimas pessoas ao meu redor", afirmou o cantor, que foi vocalista do One Direction.



Em entrevista ao programa Straight Talking with Ant Middleton, no Reino Unido, o cantor disse que sempre enfrentou problemas com ansiedade. "Quando as coisas começam a pesar para você, você acha que haverá outro obstáculo em alguns meses e só precisa seguir em frente. Só que as coisas se acumularam, mas eu sempre achava que tudo ia ficar bem, mesmo nas situações mais sombrias", ressaltou.

Liam Payne, de 26 anos, foi casado com Cheryl Cole, com quem tem um filho, Bear, de dois anos. De acordo com ele, o sucesso também atrapalhou o relacionamento na época. "Nós dois tivemos de lidar com a pressão. Trabalhando muito, muita gente criticando o fato de termos tido um filho. Eu ficava preocupado de não ser bom o suficiente para cuidar dos dois", desabafou.

Sobre o relacionamento com o pequenino, Liam lamenta não acompanhar de perto o crescimento dele. "Eu me sinto solitário quando não consigo ver Bear por alguns dias. Parece que tenho tudo, mas há algumas peças faltando. Incerteza é uma coisa muito forte na minha vida. Acredita que até hoje não vi meu filho brincar no escorregador?", conclui.

Clique aqui


Continue lendo


Últimas notícias