La Rioja, uma pequena comunidade que respira os bons ventos da natureza que a cerca, tem muita história para contar. Entre Castilla e Navarra, foi palco de inúmeras guerras e hoje está na rota dos peregrinos a caminho de Santiago de Campostela. Das colinas verdes às catedrais e castelos seculares, La Rioja é um destino cheio de peculiaridades e imperdível numa viagem por terras espanholas.
À primeira vista, La Rioja, no chamado Caminho Real Francês para Santiago, não parece ser uma região interessante, mas logo percebe-se o prazer de aventurar-se num roteiro diferente. E, vale ressaltar, para quem gosta da tranquilidade do campo. Suas extensas hortas – cultivadas pelos sorridentes habitantes locais – são as maiores atrações de La Rioja Alta. Entre aspargos e alcachofras, cerejas, pêras e pêssegos, especialmente, o turista tem a sensação de visitar o cenário de um filme antigo, daqueles que falam de camponeses, amores e lendas.
E mencionar lendas em plena rota jacobeia significa horas de conversa. Melhor se for saboreando um delicioso borrego (cordeiro) assado ou, se preferir, um enchido da serra (presuntos curados com pimentão).
Marco na arquitetura regional, a igreja de Santa Maria do Palácio está localizada no início do trecho urbano da cidade, ou de La Rioja Baixa. O templo foi erguido no século 10, após inúmeras reformas, mantém pouco de sua originalidade. Guarda, por exemplo, um altar em estilo renascentista e afrescos do século 18 com cenas da Paixão de Cristo.
Seguindo neste roteiro religioso, inclua uma visita à igreja de Santa Maria, a Redonda. A construção original data do século 15, mas na Idade Média a velha igreja ganhou outros contornos arquitetônicos, fato que originou o novo nome ‘‘a Redonda’’.
A cidade baixa fica no lado oriental e é delimitada pela serra e pelo rio Leza. Ruas estreitas e de pedras levam também à igreja paroquial de São Bartolomeu, a mais antiga de La Rioja. Vale a pena a visita, principalmente, para observar o estilo gótico primitivo que prevalece na obra. E como estamos em pleno Caminho, não deixe de conhecer o templo erigido para a consagração jacobeia, o de Santiago, o Real. Recebendo os devotos, uma imagem de Santiago peregrino está instalada logo na entrada, no pórtico Sul. Ao lado, outra escultura de Santiago Matamoros chama a atenção.
Poucos quilômetros distante do centro da cidade, cortada pelo rio Oja, está Navarrete. Aqui, o cemitério local guarda restos arquitetônicos de um antigo hospital de peregrinos do século 13. O material foi reutilizado como portais góticos nos jazigos.
Entre o campo e a zona urbana, ao Norte, está Logroão, a capital. A cerca de 27 quilômetros de La Rioja Alta, encontra-se outro destino interessante: Nájera. Trata-se de uma antiga corte dos reis de Navarra. Em La Rioja Baixa, visite Calahorra (a 48 quilômetros). Conheça a elogiada catedral local e o centro histórico. É nesta localidade também que estão instaladas grandes indústrias de conservas alimentícias.
- Informações mais detalhadas sobre o roteiro podem ser conseguidas junto ao Escritório Espanhol de Turismo no Brasil, Rua Zequinha de Abreu, 78, tel: (0**11) 3865-5999