Da Redação
Visitas a sítios arqueológicos da Serra da Capivara, passeios em catamarãs pelos cânions do Rio São Francisco, expedições pelas dunas e praias primitivas de Itaúnas, no litoral capixaba; hospedagem em fazendas na Ilha de Marajó, cavalgadas pelo Parque Nacional de Aparados de Serra, no Rio Grande do Sul; ou mergulhos em Abrolhos, Ilha Bela ou no Parcel de Manuel Luis – o maior banco de corais da América do Sul, localizado na costa do Maranhão.
Estas são algumas das 40 possibilidades de roteiros de ecoturismo que a Tam Viagens está disponibilizando aos mercados nacional e internacional. Os roteiros foram elaborados a partir do projeto Pólos de Desenvolvimento do Ecoturismo no Brasil, executado pela Embratur, em parceria com o Instituto de Ecoturismo do Brasil (IEB) e apoio dos governos estaduais e Ministério do Meio Ambiente.
Segundo Sylvio Ferraz Jr., diretor da Tam Viagens, 3% do valor de cada pacote irá para um fundo comunitário local, gerenciado pelo IEB. O dinheiro será utilizado para a melhoria do destino e viabilização econômica e ambientalmente sustentável da atividade turística.
Outra inovação da operadora é o passe ecológico – Ecotur Airpass – da Tam Linhas Aéreas, que permite ao turista viajar para dois e até quatro destinos ‘‘verdes’’ em seis Estados por um preço fixo. Os pacotes serão parcelados em até cinco vezes sem acréscimo. Em fevereiro, a operadora completa sua programação com o lançamento de novos roteiros. São expedições a reservas ambientais e atrações naturais hoje não disponíveis a turistas pelo acesso difícil, além de pacotes de aventura, com opções de paraquedismo, canoagem, cayoning e montanhismo, entre outras.Roteiros foram elaborados a partir do projeto Pólos de Desenvolvimento em parceria com o Instituto de Ecoturismo do Brasil
Marcos Coraza/DivulgaçãoITAÚNAS Expedições pelas dunas e praias primitivas de Itaúnas, no litoral do Espírito Santo, estão entre as opções de passeio