Kathleen Kennedy, produtora de ‘Star Wars’, é a idealizadora do movimento
Kathleen Kennedy, produtora de ‘Star Wars’, é a idealizadora do movimento | Foto: Reprodução



Grandes nomes de Hollywood criaram uma comissão para combater o assédio sexual na indústria do entretenimento. A iniciativa foi anunciada na última sexta (15) por meio de um comunicado, segundo o "New York Times". Liderada pela advogada Anita Hill, a Commission on Sexual Harassment and Advancing Equality in the Workplace (Comissão Sobre Assédio Sexual e Promoção da Igualdade no Ambiente de Trabalho) foi idealizada pela produtora de "Star Wars" Kathleen Kennedy, pela co-presidente da Nike Foundation, Maria Eitel, pela advogada Nina Shaw e pela investidora Freada Kapor Klein. Segundo o comunicado, o grupo tem a missão de promover "ambientes de trabalho mais seguros, justos, equitativos e responsáveis - em especial para mulheres e pessoas marginalizadas." Uma reunião da comissão realizada na sexta incluiu executivos da Disney, da Paramount, da CBS e da Netflix, além de outros representantes da indústria a mídia e do entretenimento. O próximo encontro do grupo será realizado no início do ano que vem.

Confira a seguir um resumo sobre os principais casos de assédio sexual e estupro em Hollywood reportados recentemente.

Harvey Weinstein
No caso que foi o estopim para a avalanche de acusações em Hollywood, o outrora poderoso produtor de 65 é acusado de ter assediado e estuprado mulheres ao longo de três décadas. Entre as vítimas estão Angelina Jolie, Ashley Judd e Gwyneth Paltrow. Bob Weinstein, irmão de Harvey, também foi acusado de assédio. Mais recentemente, Salma Hayek também escreveu "New York Times" sobre o abuso cometido pelo produtor, dizendo que ele "também foi meu monstro".

Kevin Spacey
O ator de 58 anos foi acusado pelo colega Anthony Rapp de o ter assediado fisicamente quando a vítima tinha 14 anos. O ator mexicano Roberto Cavazos fez acusações semelhantes. Após as acusações, a Netflix suspendeu a última temporada da série "House of Cards" e afastou o ator do programa, além de cancelar o lançamento do filme "Gore", protagonizado por Spacey.

James Toback
Segundo o "Los Angeles Times", mais de 30 mulheres denunciaram o diretor e roteirista de 72 anos de cometer assédio sexual. Autor da reportagem, Glenn Whipp disse ter sido contatado por 193 mulheres com acusações semelhantes contra Toback, autor do roteiro de filmes como "Bugsy" e "O Apostador".

Roman Polanski
Além de ter estuprado uma garota de 13 anos em 1977, o cineasta franco-polonês de 84 anos também é alvo de, pelo menos, outras quatro acusações contra mulheres menores de idade, entre elas a atriz Charlotte Lewis. Em Paris, uma retrospectiva de sua obra foi alvo de críticas por um grupo feminista.

Dustin Hoffman
O ator que tem hoje 80 anos foi acusado de ter assediado sexualmente a escritora Anna Graham Hunter, então com 17 anos, no set do telefilme "A Morte de um Caixeiro-Viajante", em 1985. Reportagem mais recente da "Variety" aponta outras três mulheres acusando o ator.