Rio, 16 (AE) - A Columbia Tristar vai distribuir o filme "Eu Tu Eles", de Andrucha Waddington, com Regina Casé, Lima Duarte, Stênio Garcia e Luiz Carlos Vasconcellos, em toda a América Latina. O convênio foi assinado na sexta-feira, em meio a grande festa da produtora Conspiração Filmes.
"Chegamos à maioridade e passamos no vestibular", comemorava o produtor de "Eu Tu Eles", Leonardo Monteiro de Barros, um dos sócios da Conspiração. "Em nove anos de existência e no nosso terceiro filme, já conseguimos a sociedade com uma major do cinema americano." Pelo contrato, a Columbia entra com R$ 920 mil para o lançamento (feitura de cópias, publicidade e divulgação), que ocorrerá em maio.
O filme está em fase de finalização e custou, até agora, R$ 3,7 milhões, mas a estratégia de lançamento só será traçada quando ficar pronto, em meados de março. "É certo que será uma campanha grande como a de "Mauá e "Tieta", avisa Barros. "Espero que esse flerte vire casamento."
A Columbia, subsidiária da Sony Pictures, está no Brasil desde os anos 40 e distribuiu o clássico "O Cangaceiro". Mas sua participação efetiva na produção, como sócia, para cuidar do lançamento ocorre desde 1994, quando a Lei do Audiovisual permitiu que as distribuidoras estrangeiras reinvestissem no cinema nacional 70% do imposto devido pela remessa de lucros.
"Temos R$ 4 milhões por ano, mas vamos nos associar só a duas produções brasileiras de cada vez, para cuidar delas com o carinho merecido", comentava a vice-presidente da Columbia para a América Latina, Iona de Macedo. "Este ano temos "Castelo Rá-Ti-Bum" e Eu Tu Eles", além de "Bossa Nova", que nos chegou por meio da Sony Classics americana.
Sem interferências - A participação da distribuidora não se limita a planejar o lançamento. Começa já na criação do roteiro. "Damos suporte técnico para a produção sem interferir no conteúdo", explicou Iona. "Eles deram sugestões e acompanharam cada etapa da produção, mas não fizeram exigências na arte do filme", completou Waddington.
Para o lançamento de "Eu Tu Eles", serão feitas mais de 120 cópias (para atingir o maior número de salas já de início) e o filme sairá também para a América Latina e, se possível, a Europa e os Estados Unidos. Mas é voltado para o mercado brasileiro. "Se emocionamos aqui, temos chance de um bom público lá fora", disse Barros. "É mais ou menos o que ocorreu com Central do Brasil, um filme eminentemente brasileiro
que repercutiu no mundo inteiro."
"Eu Tu Eles" é baseado na história real de uma nordestina que vive em perfeita harmonia com seus três maridos e os filhos comuns. Foi totalmente filmado em Juazeiro da Bahia, cidade às margens do Rio São Francisco, na fronteira com Pernambuco, entre junho e julho. Regina Casé, com um extenso currículo em cinema, é, no entanto, protagonista pela primeira vez.
"Quando cheguei a Juazeiro, entendi por que sou a rainha da participação especial, mas nunca tinha sido chamada para o papel principal, um dado na minha carreira que sempre foi patente, mas nunca me magoou", comentou ela. "Pelo meu tipo físico, minha personalidade dramática e até pelo que represento, sou a cara da população brasileira, que nunca foi chamada para protagonizar nada."
Stênio Garcia, que interpreta um dos maridos (os outros dois são Lima Duarte e Luiz Carlos Vasconcellos, que foi o bandido de "A Primeira Noite e o Lampião de O Baile Perfumado), disse que também enfrentou esse problema, mas desde o início da carreira procurou na literatura brasileira o personagem e o jeito de ser nacional. "Eu, o Lima e o Antônio Fagundes começamos num tempo em que o protagonista tinha de parecer europeu", observou. "Hoje conseguimos impor nosso jeito e o Fagundes é até galã nacional."
A parceria da Conspiração com a Columbia deve render novos frutos. A distribuição de "Gêmeas", também de Waddington
com Fernanda Torres, Evandro Mesquita e Francisco Cuoco, será da Riofilmes com apoio da Columbia Tristar. E os contatos para os próximos projetos já estão adiantados. "Bufo e Spalanzani", de Flávio Tambellini, também está em finalização e O Homem do Ano", adaptação do romance "O Matador", de Patrícia Melo, começa a ser filmado no meio do ano.