Além de coronavírus, Dinho Ouro Preto já teve gripe suína e dengue


SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Dinho Ouro Preto, 55, disse nesta quarta-feira (25) que contraiu o novo coronavírus. Nos últimos anos, o cantor teve também outras doenças infecciosas. Em setembro de 2009, ele foi diagnosticado com a gripe suína, em meio ao surto da enfermidade no mundo.

Mais recentemente, em 2016, Dinho teve dengue. Além das doenças, em 2009, o músico sofreu traumatismo craniano ao cair de uma passarela anexa ao palco durante um show do Capital Inicial em Pato de Minas (MG).



Em entrevista à coluna de Mônica Bergamo, da Folha, Dinho afirmou que os sintomas que ele está sentido agora, com o coronavírus, lembram os de quando teve dengue. "Leseira. Náusea. Muita dor de cabeça e muita dor no corpo. Não [os sintomas] o que eu tinha lido a respeito do [corona]vírus."

O cantor afirmou que vai se resguardar em sua casa em São Paulo pelos próximos 15 dias, como foi orientado por médicos. "Estou inteiramente agasalhado. Sou o único em casa morrendo de frio o tempo todo."

Isolado de sua mulher e dos filhos em um cômodo do imóvel, ele diz estar bem, apesar da febre "ainda baixa" que ocorre "todo dia na mesma hora, no fim do dia" --a qual ele vem tratando com novalgina, alimentação adequada e hidratação, -como também foi recomendado por profissionais da saúde. "Se continuar só isso, eu consigo segurar."

"Por enquanto eu estou tranquilo. Nada de mais. É uma exceção. Não quero diminuir a percepção da gravidade [da Covid-19]. Reitero que acho grave, a maior crise da nossa geração possivelmente. Mas eu não tive nada que levasse a precisar de ajuda. Fui abençoado. Vou ficar isolado, me alimentar, me hidratar e esperar", disse.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Continue lendo


Últimas notícias