NOVA GERAÇÃO A classe de 2000 Bandas como Terris, Oslo e Sigur Ros são apontadas pela revista inglesa Select como as novas promessas do pop ReproduçãoGavin Goodwin, do Terris: soul music do novo milênioReproduçãoDerrero: influências do PavementReproduçãoJJ72: na sombra do Joy DivisionReproduçãoSigur Ros: achados instrumentais Nelson Sato De Londrina Depois do britpop vem o quê? Quais serão os nomes que substituirão Oasis, Blur e Radiohead nas capas das publicações musicais inglesas? A revista Select, uma das mais badaladas da terra da rainha, acaba de soltar uma edição dedicando cinco páginas à nova safra de bandas, que chama de ‘‘classe de 2000’’. Algumas das ‘‘promessas’’ sequer gravaram seu primeiro álbum, recebendo elogios a partir do lançamento de singles e EPs, o que é uma prática comum da imprensa inglesa (lembram-se do Suede, que antes mesmo de entrar em estúdio já era considerado um fenômeno pelos críticos da Melody Maker?) O semanário New Musical Express, outro que ‘‘descobre’’ um Nirvana a cada temporada, também já elegeu seu queridinho: o vocalista Gavin Goodwin, da banda Terris, saudado como a primeira nova estrela do ano. Terris lançou o EP The Time Is Now, que chegou às lojas com uma tiragem limitada de 3 mil cópias. Na Select, onde o quarteto é destacado, Gavin define o som de seu grupo como ‘‘soul music para o novo milênio’’. Na reportagem, outras onze bandas aparecem em fotos e perfis para o delírio dos loucos por novidades. Aliás, quem achava que a formação guitarra-baixo-bateria estava a pique com a ascensão da eletrônica, vai se surpreender com tanto ôbaôba. Mas convém ficar com um pé atrás. Afinal, bandinhas furrecas como Embrace, Stereophonics e Gay Dadd também foram incensadas recentemente por essas mesmas publicações. A seguir, confira o que a Select fala sobre a ‘‘classe de 2000’’. • The Butterflies of Love Discos: três singles, o álbum How To Know The Butterflies of Love e um split-single com a banda Apples in Stereo previsto para esse primeiro semestre. Influências: Galaxie 500, Go Betweens e Elliot Smith. •Candidate Discos: EPs Good Works, Take Over Tokyo e Leader. Influências: Radiohead, Folk Implosion e Smog. •JJ72 Discos: uma demo e um single. Está gravado seu primeiro álbum. Influências: Joy Division e Tricky. •Big Leaves Discos: dois singles e os EPs Trwngwsg e Belinda. Está gravando seu primeiro álbum. Influências: The Beach Boys, Bob Dylan e Johnny Cash. •Cousteau Discos: um single e o álbum Cousteau. Influências: David Bowie, Iggy Pop, Tom Waits, Jeff Buckley, Thindersticks e Burt Bacharach. •Day One Discos: dois singles, o EP Waiting For a Break e o álbum Ordinary Man. Influências: Dire Straits, Paul Simon e Bob Dylan. •Derrero Discos: um single, os EPs Small Pocket Machine, Radar Intruder e Unstraightforwardtune; além do álbum Derrero. Influências: Pavement, Flaming Lips, Palace, Big Star e Teenage Fanclub. •Oslo Discos: o mini-Lp Daylight e os EPs 3.99 e Skrika. Influências: Radiohead e Roxy Music. •Sigur Ros Discos: o EP Svefn-G-Englar e os álbuns Von/Hope, Von-Brigdi/Recycle Bin e Agaetis Byrjun. Influências: Mogwai e Spiritualized. •Superfine Discos: um single e o míni-álbum Uniaxial. Influências: My Bloody Valentine, Slint e Mogwai. •Union Kid Discos: três singles. Influências: Sonic Youth, Dinosaur Jr e Beach Boys.