MÚSICA -

41ª edição do Festival Internacional de Música será em dezembro

Pelo segundo ano consecutivo, o FIML será realizado virtualmente, com apresentações artísticas e muita qualidade na programação pedagógica

Walkiria Vieira - Grupo Folha
Walkiria Vieira - Grupo Folha

 

41º FIML terá seu eixo pedagógico com aulas on-line, privilegiando a formação musical em diferentes propostas
41º FIML terá seu eixo pedagógico com aulas on-line, privilegiando a formação musical em diferentes propostas | Divulgação
 



A pandemia e a necessidade de isolamento definitivamente ativaram o modo virtual de viver e a cultura não ficou de fora. Cursos, shows, exposições de pintura, lives e atrações artísticas se adaptaram à realidade - e graças às ferramentas que a tecnologia oferece, o público prestigiou os eventos realizados por diferentes criativos. 


Pelo segundo ano consecutivo, o Festival Internacional de Música de Londrina (FIML), um dos eventos mais tradicionais de Londrina será realizado virtualmente.  A data da 41ª edição do evento já está definida e será entre os dias 05 e 11 de dezembro de 2021. Os diretores pedagógico, Magali Kleber e artístico, Marco Antonio Almeida esperam que em 2022 o FIML aconteça tradicionalmente em julho, no formato híbrido, presencial e virtual ampliando as possibilidades trazidas pela tecnologia do mundo virtual.


De acordo com a assessoria de imprensa, o 41º FIML terá seu eixo pedagógico com aulas on-line, privilegiando a formação musical em diferentes propostas para composição, improvisação e arranjo, história da música brasileira contextualizada, instrumentos diversos, formação de coros, oficina de jazz e choro, a formação do educador musical em contextos inclusivos e coletivos.

Parte da programação artística do festival terá caráter educativo e didático, sendo que alguns espetáculos serão em formato híbrido seguindo as normas de segurança estipuladas pelos decretos municipais e estaduais.


SHOW PARA O ANIVERSÁRIO DE LONDRINA

Entre os espetáculos já agendados está um show com o cantor e compositor Ivan Lins acompanhado da OSUEL, e que deve ser realizado no Teatro Universitário Ouro Verde, com transmissão “ao vivo” (live streaming). A atração será no dia 10 de dezembro, em comemoração ao aniversário de 87 anos de Londrina. “A abertura oficial do Festival de Música está programada para o dia 05 de dezembro, à noite e nesta data, o show será com grupos de Londrina”, explica o diretor artístico, Marco Almeida. Em breve a direção do festival divulgará os cursos que serão ofertados e o período de inscrição via site do evento (https://fiml.art.br/).


QUALIDADE EM FORMATO VIRTUAL

No ano passado (2020), a pandemia da Covid-19 “forçou” uma mudança na forma de se realizar eventos e acelerou a utilização de tecnologias por meio das redes sociais e plataformas virtuais. Como resultado o FIML se tornou mais compacto, mas manteve o dinamismo, a qualidade e a diversidade na oferta dos cursos. No eixo pedagógico do evento foram 35 cursos, oficinas, lives e masterclasses, com 41 professores, ministrando aulas em salas virtuais para cerca de 700 alunos de todo o Brasil.

Por meio de uma equipe técnica e pedagógica houve um monitoramento de até 14 salas de aula concomitantes e o evento contou com plataforma profissional, apoio de secretaria e de equipe de comunicação. As avaliações indicaram o sucesso da edição.



SEMINÁRIO INTERNACIONAL

 

FIML se tornou mais compacto, mas manteve o dinamismo, a qualidade e a diversidade na oferta dos cursos
FIML se tornou mais compacto, mas manteve o dinamismo, a qualidade e a diversidade na oferta dos cursos | Divulgação
 



Para abrir a programação da 41ª edição do FIML, será realizado em outubro, o I Simpósio Internacional de Educação Musical, uma parceria interinstitucional entre o Festival, ABEM (Associação Brasileira de Educação Musical), ISME (Sociedade Internacional para a Educação Musical), UEL (Universidade Estadual de Londrina) e UFG (Universidade Federal de Goiás).


Já está confirmada a conferência de abertura com Emily Akuno, presidente da ISME. A educadora do Quênia vem desenvolvendo reconhecido trabalho na área da Educação Musical mundialmente baseado no respeito à diversidade cultural.

“A sua proposta vai muito além de uma visão eurocêntrica, já superada, e traz os valores culturais para uma perspectiva pedagógica, de valorização das práticas musicais tão diversas que encontramos pelo mundo, em comunidades e grupos sociais que tem a música como identidade”, informa Magali Kleber, diretora pedagógica do festival.


Além de Emily Okuno, estão previstas a participação de importantes conferencistas de diversos países. “Teremos grandes oportunidades para a reflexão e troca de informações sobre práticas pedagógicas diferenciadas”, finaliza Magali.


ASSOCIAÇÃO AMIGOS DO FIML


A nova diretoria da AAFIML (Associação de Amigos do Festival Internacional de Música de Londrina) foi eleita em março de 2021. O presidente da entidade é o pianista Marco Antonio de Almeida que substituiu o empresário Marcelo Camargo. Na vice-presidência assumiu Ana Karina Barbieri; na secretaria da entidade, Erisla Pastore e na tesouraria, Virginia Guerreiro. A diretoria é voluntária. A associação foi criada em 1987 é uma das promotoras do Festival Internacional de Música de Londrina, não tem fins lucrativos e entre os objetivos estão a difusão da música e a democratização da prática do ensino musical.


(Com assessoria de imprensa)

...

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Continue lendo