Ricardo Zonta e Pedro Paulo Diniz tiveram despedidas desastrosas de uma temporada melancólica para ambos. E, para o ano que vem, os dois pilotos brasileiros ainda enfrentam indefinições. Diniz, que saía em 20º, abandonou o GP da Malásia na largada.
Para 2001, Diniz não fica na Sauber. Sua única opção é a Prost. A idéia do brasileiro é comprar uma parte da equipe, preparando-se para um carreira futura de dirigente. ‘‘Ainda quero estudar alguns detalhes’’, declarou.
Zonta abandonou a dez voltas do final. Dispensado pela BAR, fechou o ano com três pontos e a 14ª colocação. Em 2001, será piloto de testes da Jordan e tentará garantir uma vaga em 2002.