Zezito é o novo técnico do Londrina


Thiago Mossini Reportagem Local
Thiago Mossini Reportagem Local

O Londrina já tem novo técnico. O baiano José Araújo da Silva, o Zezito, 53 anos, foi contratado na noite de segunda-feira para substituir Itamar Bernardes. Ele chegaria na madrugada de hoje na cidade e já dirige os treinamentos do período da manhã e da tarde.
No primeiro contato com a reportagem, por telefone, ele já se mostrou cheio de personalidade e prometeu levar o time às finais do Paranaense. ''Por onde eu passo, faço um trabalho para chegar. Pelo que o Sidiclei (Menezes, coordenador de futebol) me passou, o time é bom. Então, dá para fazer um bom trabalho e fazer o Londrina ainda maior, chegando às finais'', afirmou o treinador.
Zezito fez a promessa sem conhecer realmente o elenco. Além de Menezes, a quem comandou no União Bandeirante, Jaboticabal-SP e Caldense-MG, Zezito só trabalhou com o preparador físico José Carlos Venturini. ''De nome não conheço ninguém, mas já treinei tanta gente. Acho que quando eu ver os jogadores deve ter uns três ou quatro que trabalharam comigo'', disse o técnico.
Zezito trabalhou até o dia 15 de fevereiro no Jaboticabal, da Série A 3 do Campeonato Paulista. Ele deixou o time após a derrota para o Monte Azul por 3 a 1. Será a segunda passagem dele pelo Tubarão, a primeira no profissional. Em 1995 foi técnico da equipe júnior.
O novo técnico disse que foi procurado pela direção do clube às 22h30 de segunda-feira Bernardes caiu pouco depois das 19 horas.
Zezito é bastante rodado. Já dirigiu 24 equipes, entre elas Uberlândia-MG, Caldense, Uberaba-MG, Passos-MG, Matsubara, Sertãozinho-SP, Taquaritinga-SP, União Bandeirante, Apucarana, Arapongas, Lençoense-SP, Mirassol-SP, Platinense, Operário de Ponta Grossa, Cascavel, Ferroviária-SP, Francisco Beltrão, Rio Preto-SP e Oeste-SP.
Baiano de Salvador, Zezito foi zagueiro do Jaboticabal, cidade também, onde passou a maior parte da vida. ''Fui criado lá'', relembra. Atualmente, o treinador mora com a família em Poços de Caldas (MG).
Segundo o presidente Agostinho Miguel Garrote, a lista de substitutos a Bernardes tinha quatro nomes. ''O Zezito foi escolhido por que se encaixa no valor que o clube pode pagar, já trabalhou aqui e tem personalidade'', justificou o cartola. O novo técnico deve receber no Tubarão o mesmo que seu antecessor, algo em torno de R$ 3 mil mensais.
Zezito deve indicar um auxiliar-técnico de sua confiança. Junto com Bernardes, também deixaram o clube o assistente Antonio Lima Neto, o preparador de goleiros Bira e o massagista Joailton dos Santos. Carlão, goleiro campeão brasileiro com o Botafogo em 95 treinará os goleiros, enquanto Wágner Alves volta a ser o massagista.
Garrote aproveitou para esclarecer que não foi informado por Bernardes da ''irrecusável'' proposta do Paranavaí. ''Não dei a palavra que ele permaneceria. Dei o respaldo e ele não aproveitou'', disse. O ex-técnico não foi encontrado ontem pela reportagem.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo