|
  • Bitcoin 123.988
  • Dólar 5,0950
  • Euro 5,2404
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 01/03/2022, 23:39

Willian e Arias marcam, Flu vence Millonarios e avança na Libertadores

PUBLICAÇÃO
terça-feira, 01 de março de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - O Fluminense está classificado para a terceira fase preliminar da Copa Libertadores. A equipe tricolor voltou a vencer o Millonarios, da Colômbia, na noite desta terça-feira (1º), e garantiu a vaga. O triunfo por 2 a 0, em São Januário, foi construído com gols de Willian Bigode e Arias, ambos no segundo tempo.

No primeiro encontro entre os times, em Bogotá, na última semana, a equipe do técnico Abel Braga havia saído de campo com o resultado positivo de 2 a 1, de virada — David Braz e Cano marcaram.

O time das Laranjeiras aguarda o vencedor do confronto entre Atlético Nacional, da Colômbia, e Olimpia, do Paraguai. Os paraguaios triunfaram por 3 a 1 em casa e os times voltam a se encarar na quinta-feira.

O Flu volta a campo no sábado, contra o Resende, pelo Campeonato Carioca. A equipe é líder do Estadual, com 24 pontos.

Após um primeiro tempo em que oscilou, e um início de etapa final em que viu o Millonarios melhor, o Fluminense abriu o placar com Willian Bigode e passou a atuar com mais tranquilidade. Depois, Arias, que havia entrado pouco antes, ampliou.

O JOGO

O Fluminense começou o jogo comandando as ações e assustando em finalização de Willian Bigode, que obrigou Montero a fazer grande defesa. O Tricolor explorava as alas, principalmente a esquerda, e tinha mais posse de bola, mas não conseguia transformar em oportunidades mais clara de gol.

O Millonarios, aos poucos, foi equilibrando o jogo e passou a também ter a bola e chegar ao gol adversário. Em uma das investidas, Celis passou por André, chegou à linha de fundo e cruzou. Vega chegou batendo e Fábio desviou para fora.

Após Cris Silva roubar de Vásquez no meio de campo, a bola sobrou para Luiz Henrique. O camisa 11 viu o goleiro adiantado e bateu um pouco à frente da meia-lua. A bola não foi da forma imaginada, mas Montero encostou nela e cedeu o escanteio ao Tricolor.

Na reta final do primeiro tempo, o ritmo do jogo caiu e o Fluminense começou a cometer erros no meio de campo, o que atrapalhava a saída de bola. O Millonarios, por sua vez, ia ao ataque e viu Fábio fazer nova defesa em cabeçada de Herazo.

O Millonarios voltou melhor do intervalo, e teve presença maior no campo de ataque, mas o time que chegou mais próximo de abrir o placar foi o Fluminense. Após levantamento para a área, a bola sobrou para David Braz na altura da marca do escanteio. O zagueiro desviou e Montero teve de ir no canto esquerdo fazer a defesa.

Depois da chance de Braz, o Tricolor pareceu ter acordado no jogo, e abriu o placar com Willian Bigode. Luiz Henrique acabou Calegari na ultrapassagem, e ele cruzou para a área. Cano desviou, a bola pegou na zaga, e sobrou para o camisa 17.

Arias entrou na vaga de Germán Cano aos 25 minutos do segundo. Cerca de dois minutos depois, ele recebeu e bateu na saída do goleiro do Millonarios, ampliando a vantagem do Fluminense na partida. "Gol relâmpago" não chega a ser uma novidade para o colombiano nesta temporada. Ele passou por situações parecidas contra o Madureira e Flamengo.

Com a vantagem construída no placar, os comandados de Abel Braga passaram a trocar passes com mais cautela e segurar a posse, administrando o tempo e evitando que o adversário ensaiasse uma reação.

Nos acréscimos, a torcida que antes estava insatisfeita com a atuação, passou a gritar "olé" com a troca de passes do Fluminense, que garantia a classificação sem grandes obstáculos. Além disso, fez a famosa coreografia de "ola".

O confronto foi em São Januário pelo fato de o gramado do Maracanã estar passando por reformas. O estádio deve estar liberado para uso apenas na reta final do Carioca.

Estádio: São Januário, no Rio de Janeiro

Árbitro: Fernando Rapallini (ARG)

Assistentes: Juan Belatti (ARG) e Diego Bonfa (ARG)

Cartões amarelos: Cris Silva, Calegari (FLU); Herazo, Vargas, Ricardo Márquez (MIL)

Gols: Willian Bigode (FLU), aos 15min do 2º tempo; Arias (FLU), aos 27min do 2º tempo

FLUMINENSE

Fábio, Nino, Felipe Melo e David Braz; Calegari (Martinelli), André, Yago Felipe (Ganso) e Cris Silva; Luiz Henrique (Nathan), Willian Bigode (Pineida) e Cano (Arias). T.: Abel Braga

MILLONARIOS

Montero, Román, Llinás, Vargas e Bertel; Vásquez (Ricardo Márquez), Vega, Richard Celis (Gómez), David Silva e Daniel Ruiz (Quiñones); Herazo (Valencia). T.: Alberto Gamero