Ontem, o Brasil conheceu mais quatro campeões mundiais, ou melhor, duas jovens duplas. Duda/Andressa e Arthur/George conquistaram o título nos torneios feminino e masculino no Campeonato Mundial Sub-19, em Porto (POR). Com o ouro, Duda se tornou a primeira mulher bicampeã do torneio, pois já havia o conquistado no ano passado, com Tainá.
Para chegar à segunda láurea, Duda, atuando ao lado de Andressa, precisou de três sets para bater na final as alemãs Schneider e Arnholdt, com parciais de 21-14, 13-21 e 19-17.
A jovem já havia entrado para a história ao se tornar a primeira jogadora a disputar os três Mundiais de base em um mesmo ano. Em 2013, ela foi vice-campeã no sub-23, na Polônia, caiu nas oitavas do sub-21, na Croácia e, também em Portugal, como agora, foi campeã do sub-19.
- Eu joguei o sub-23 e o sub-21 nesta temporada e só consegui um 9º lugar. Então, é ótimo vencer o ouro na minha faixa de idade. Estou feliz de ser campeã pela segunda vez – disse Duda, de 16 anos de idade.
A campanha de Duda e Andressa contou com nove vitórias em nove jogos e apenas dois sets perdidos durante toda a competição. Já Arthur Lanci e George Souto também tiveram nove vitórias, mas perderam um set a mais que as meninas.
Na final, eles precisaram bater os ucranianos Kovalov e Plotnytskiy. O placar terminou 2 a 1, com parciais de 21-18, 21-23 e 15-11.
- Foi meu primeiro torneio da FIVB (Federação Internacional de Voleibol) e conquistar o título logo na primeira tentativa é espetacular. Trabalhamos duro para que esse momento pudesse ocorrer - Comemorou o jovem George.
No sub-19, o Brasil já havia conquistado o título com Ian Borges e Pedro Solberg, em 2002, Carol e Bárbara Seixas, em 2005, e com a própria Duda, ao lado de Tainá.
A próxima parada das seleções de base é a disputa dos Jogos Olímpicos da Juventude, em Nanquim (CHN), a partir do dia 17. Três dos quatro campeões estarão lá. Andressa dará lugar a Ana Patrícia.

Imagem ilustrativa da imagem VÔLEI DE PRAIA