SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O piloto Max Verstappen venceu o GP de Miami neste domingo (7) com um show de ultrapassagens após largar em 9º. O companheiro de equipe do holandes, o mexicano Sérgio Pérez terminou em segundo e o espanhol Fernando Alonso, da Aston Martin, fechou o terceiro pódio.

Com a vitória, Verstappen disparou na liderança do campeonato e registrou 119 pontos contra 105 de Pérez. Foi uma grande vitória do holandês, que havia largado no meio do pelotão por causa de um erro de Charles Leclerc no treino classificatório.

Verstappen largou em 9º e não enfrentou muita resistência pra vencer sua terceira corrida na temporada. O holandês fez sete ultrapassagens e assumiu a ponta após o mexicano Pérez parar nos boxes. Quando Verstappen trocou os pneus, Pérez reassumir a liderança... para perder logo em seguida com outra grande ultrapassagem do atual campeão.

Verstappen venceu Pérez na estratégia. Ele retardou sua parada o máximo possível e, quando teve que ir aos boxes, voltou colado no companheiro de equipe. Com pneus médios, mais rápidos e menos desgastados, Verstappen não viu resistência pra superar o mexicano, a quem só restou torcer.

A chuva que caiu no circuito no sábado aumentou o medo de derrapagens no asfalto novo de Miami. Mas com a pista seca, os pilotos não tiveram dificuldade na largada. Pérez manteve a ponta e abriu vantagem pra Alonso. Curiosamente, a corrida não teve nenhum abandono.

Verstappen deu um show de ultrapassagens e não teve dificuldade de se recuperar do azar do treino classificatório. Largando em 9º, ele ganhou cinco posições nas dez primeiras voltas. Na volta 16, já estava em segundo. E isso mesmo usando pneus duros, que tinham um desempenho inferior aos outros.

Na volta 30, Pérez parou nos boxes, e Verstappen assumiu a liderança. Na volta 46, foi a vez do holandês parar e ceder a liderança ao companheiro. Mas ela não durou duas voltas. Com pneus novos, o atual campeão ultrapassou o mexicano com facilidade pra vencer a corrida.

Alonso fez uma grande corrida e se manteve seguro na terceira posição. Sem condições de competir com a Red Bull, o espanhol também não foi ameaçado pelos concorrentes e chegou com tranquilidade ao quarto pódio no campeonato.

Carlos Sainz tomou cinco segundos de punição por excesso de velocidade nos boxes. O ferrarista largou em terceiro e brigava pelo pódio.

A próxima corrida será o GP de Emilia-Romagna, na Itália, no dia 21 de maio.

O grid do GP de Miami

1) Sergio Pérez (Red Bull/Honda RBPT), 1’26.841

2) Fernando Alonso (Aston Martin/Mercedes), 1’27.202 (+0.361)

3) Carlos Sainz Jr. (Ferrari), 1’27.349 (+0.508)

4) Kevin Magnussen (Haas/Ferrari), 1’27.767 (+0.926)

5) Pierre Gasly (Alpine/Renault), 1’27.786 (+0.945)

6) George Russell (Mercedes), 1’27.804 (+0.963)

7) Charles Leclerc (Ferrari), 1’27.861 (+1.020)

8) Esteban Ocon (Alpine/Renault), 1’27.935 (+1.094)

9) Max Verstappen (Red Bull/Honda RBPT), s/tempo (+-)

10) Valtteri Bottas (Alfa Romeo/Ferrari), s/tempo (+-)

11) Alexander Albon (Williams/Mercedes), 1’27.795 (+0.954)

12) Nico Hülkenberg (Haas/Ferrari), 1’27.903 (+1.062)

13) Lewis Hamilton (Mercedes), 1’27.975 (+1.134)

14) Zhou Guanyu (Alfa Romeo/Ferrari), 1’28.091 (+1.250)

15) Nyck de Vries (AlphaTauri/Honda RBPT), 1’28.395 (+1.554)

16) Lando Norris (McLaren/Mercedes), 1’28.394 (+1.553)

17) Yuki Tsunoda (AlphaTauri/Honda RBPT), 1’28.429 (+1.588)

18) Lance Stroll (Aston Martin/Mercedes), 1’28.476 (+1.635)

19) Oscar Piastri (McLaren/Mercedes), 1’28.484 (+1.643)

20) Logan Sargeant (Williams/Mercedes), 1’28.577 (+1.736)