|
  • Bitcoin 124.309
  • Dólar 5,1649
  • Euro 5,2621
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 07/03/2022, 16:29

'Ver Usyk e Lomachenko com armas me fez duvidar', diz comandante russo

PUBLICAÇÃO
segunda-feira, 07 de março de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O tenente-coronel da Guarda Nacional Russa, Astakhov Dmitry Mikhailovich, foi capturado pelo exército ucraniano. Ele concedeu uma entrevista coletiva na qual admitiu questionar a guerra após ver seus boxeadores favoritos lutando pela Ucrânia.

Mikhailovich explicou que começou a questionar as ordens que recebeu para entrar no território ucraniano quando viu os boxeadores Oleksandr Usyk e Vasyl Lomachenko pegarem em armas para defender seu país.

"Sempre adorei vê-los lutar, eles são meus boxeadores favoritos, quando os vi pegar em armas e dizer que foram forçados a fazê-lo, foi quando tive vergonha de ter vindo para a Ucrânia", disse ele.

Durante a coletiva de imprensa, Astakhov afirmou que estava falando livremente e que os ucranianos não o pressionaram para fazer sua declaração. Além disso, se desculpou por sua participação na invasão.

"Não consigo encontrar palavras para me desculpar com o povo ucraniano. Eu entenderia se a Rússia nunca for perdoada. Peço à Ucrânia que deixe os soldados russos viverem. Muitos deles têm vergonha. Eles não querem a guerra", completou.