Imagem ilustrativa da imagem VASCO<br>Vai esticar?



A reunião do Conselho Deliberativo, na quarta-feira, não vai decidir apenas a possibilidade de extensão dos mandatos políticos do Vasco. O encontro também terá total relação com a eleição presidencial, marcada para novembro. Desde sexta, há um forte trabalho nos bastidores para direcionar e "convencer" os votos daqueles que vão participar da reunião.
Segundo o LANCE! apurou, o grupo de Eurico Miranda, presidente do Conselho dos Beneméritos (que possui 150 membros natos), tenta contato com o maior número possível para que a maioria compareça à reunião e vote contra a extensão. O interesse é evitar que haja mudanças na lista dos sócios eleitores, o que vai acontecer se Roberto Dinamite seguir no cargo.
Por isso, a votação de quarta provavelmente contará com mais presenças do que há de três anos, quando ocorreu a mesma situação, mas quase cem membros do Conselho nem sequer participaram.
Uma das estratégias que estariam sendo utilizadas pelos interessados em evitar que os mandatos sejam estendidos, e aí não é somente o grupo de Eurico, é a de mexer com a "vaidade" dos conselheiros. Para convencê-los, falam que a ideia é indicar um ou outro para ser o interventor que comandaria o clube caso não aconteça a extensão.