Rio, 08 (AE) - Em meio a uma crise provocada pela provável saída do atacante Edmundo -, o Vasco disputa o clássico contra o Fluminense, amanhã, às 20h30, em São Januário, pelo Torneio Rio-São Paulo. Líder do grupo B, com sete pontos, o Vasco precisa de uma vitória para isolar-se na liderança e recuperar a paz no clube. Na lanterna do grupo, o Fluminense precisa vencer para continuar a ter chances de classificar-se às semifinais da competição.
Ex-capitão da equipe, o zagueiro Mauro Galvão disse acreditar que a braçadeira de capitão não deve ter sido o motivo para a revolta de Edmundo. "O Romário e o Edmundo já tinham problemas de relacionamento, antes, que não tinham nada haver com o que acontece em campo", afirmou. Quando Edmundo foi contratado, no ano passado, Galvão passou a braçadeira para o jogador.
O meia Juninho também reconheceu que o grupo sempre percebeu os problemas entre Romário e Edmundo. "A briga entre eles vem de muito tempo", contou. Para Galvão, a confusão não vai abalar o grupo, apesar da fisionomia tensa dos jogadores no treino de ontem. O técnico Alcir Portela concordou com o zagueiro, mas não disfarçou com o constrangimento quando comenta as declarações de Edmundo, para quem o treinador "não manda nada".
Além do problema envolvendo Edmundo, que abalou o elenco
o Vasco vai ter de superar os desfalques no jogo de amanhã. No ataque, Viola sofreu um contusão no jogo contra o Palmeiras e sofre seis pontos no joelho direito. Para substituí-lo, Portela vai escalar o Luís Cláudio, que tem como característica a força nas bola altas. Sem os meias Felipe e Alex Oliveira, contundidos
o treinador mantém a formação com três zagueiros.
FLUMINENSE - Ao contrário do adversário, o Fluminense conseguiu afastar o perigo de brigas entre jogadores. Os atacantes Roni e Roger, que tinham se desentendido, fizeram as pazes. O técnico Carlos Alberto Parreira não definiu se Roger, pivô da polêmica durante da sexta-feira, vai começar jogando hoje. Roger disputa posição no meio-de-campo com Marco Brito e Roberto Brum.
No ataque, Agnaldo, contratado do Grêmio, faz a sua estréia. O atacante não acredita que não haverá problemas para se entrosar com o restante da equipe. "Já atuei com esse jogadores em outras equipes e, por isso, conheço o estilo de alguns", observou. Com entrada de Agnaldo, Parreira pediu ao time que modifique a forma de atacar.
Em vez das tabelas - características do ex-titular Magno Alves -, o time vai se utilizar de cruzamentos na área. para aproveitar a facilidade do estreante nas cabeçadas. Ficha Técnica: Vasco - Hélton; Mauro Galvão, Torres e Odvan; Maricá, Amaral, Paulo Miranda, Juninho e Gilberto; Romário e Luís Cláudio. Técnico - Alcir Portela. Fluminense - Gabriel; Flávio, Régis, Sandro e Paulo César; Marcão, Roberto Brum, Jorge Luís e Roger (Marco Brito); Roni e Agnaldo. Técnico - Carlos Alberto Parreira. Juiz - Sílvio César Talarico (SP). Local - São Janurário. Horário - 20h30.