|
  • Bitcoin 102.789
  • Dólar 5,3317
  • Euro 5,5605
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 12/06/2022, 18:13

Vasco bate Cruzeiro no Maracanã lotado e se consolida ainda mais no G-4

PUBLICAÇÃO
domingo, 12 de junho de 2022

LEO BURLÁ
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - Em partida marcada por disputa acirrada por cada palmo do campo do Maracanã, o Vasco venceu o Cruzeiro por 1 a 0, com gol de Getúlio, pela Série B do Brasileiro. A vitória ficou com o time mais eficiente na hora de concluir.

Empurrado por uma multidão de mais de 63 mil torcedores que lotou o estádio, os vascaínos tentaram pressionar, mas encontraram um rival que soube encurtar os espaços e que também achou brechas para agredir. O atacante Getúlio, todavia, deixou a sua marca em uma bonita cabeçada que abriu o placar no clássico. O tento veio após 17 jogos sem marcar do centroavante vascaíno.

Em determinados momentos do jogo o Cruzeiro teve até 65% de posse de bola, mas nem por isso conseguiu entrar muitas vezes na área do Vasco. Foram poucas oportunidades criadas e, quase sempre, com finalizações ruins.

O técnico do cruzeiro, Paulo Pezzolano, até abriu mão do esquema com três zagueiros para colocar três atacantes em campo, mas não mudou muito o cenário do jogo.

Com o resultado, o Cruz-maltino manteve a 3ª posição, pulou para 24 pontos e se consolidou ainda mais no G-4. O desafio agora é fora de casa, contra o Londrina, no próximo sábado (18).

Já os mineiros seguem na ponta da competição, mas com o vice-líder Bahia a três pontos de distância. Na próxima rodada, o Cruzeiro recebe a Ponte Preta, nesta quinta-feira (16).

VASCO

Thiago Rodrigues; Gabriel Dias (Weverton), Quintero (Danilo Boza), Anderson Conceição e Edimar; Yuri, Matheus Barbosa (Juninho), Nenê (Palacios); Gabriel Pec, Figueiredo e Getúlio (Raniel). T.: Emílio Faro.

CRUZEIRO

Rafael Cabral; Geovane Jesus (Rafael Santos), Oliveira e Zé Ivaldo; Leo Pais (Rafa Silva), Willian Oliveira, Neto Moura, Fernando Canesin (Filipe Machado) e Matheus Bidu; Jajá (Daniel Júnior) e Edu. T.: Paulo Pezzolano.

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Árbitro: Anderson Daronco (Fifa/RS)

Assistentes: Rafael da Silva Alves (Fifa/RS) e Michael Stanislau (RS)

VAR: Pablo Ramon Goncalves Pinheiro (RN)

Cartões amarelos: Matheus Barbosa (VAS); Geovane, Neto Moura (CRU)

Gols: Stiven Mendoza (CEA), aos 8'/1ºT, e Pedro Raul (GOI), aos 39’/2°T

Público: 63.609