|
  • Bitcoin 139.912
  • Dólar 4,7700
  • Euro 5,1146
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 15/03/2022, 19:24

United é eliminado e CR7 pode ficar longe da Champions após 20 anos

Time inglês cai nas oitavas para o Atlético de Madrid e corre risco de não garantir vaga na próxima edição

PUBLICAÇÃO
terça-feira, 15 de março de 2022

Folhapress
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

Em seu semblante, Cristiano Ronaldo não escondia a frustração. Ser eliminado da Liga dos Campeões logo nas oitavas de final foi um duro golpe para o português.

Nesta terça-feira (15), a equipe do craque, o Manchester United, acabou derrotada pelo Atlético de Madrid, na Inglaterra, por 1 a 0, e se despediu da competição no começo do mata-mata. Na partida de ida, houve um empate por 1 a 1, na Espanha.

Autor da assistência que resultou no gol de João Félix no primeiro confronto, o brasileiro Renan Lodi foi quem balançou a rede dos ingleses desta vez, ainda no primeiro tempo, aos 41 minutos.

Pouco antes, aos 33, Félix chegou a marcar, mas o lance em que ele finalizou para o gol foi anulado por impedimento no início da jogada.

Com exceção a um chute de fora da área, essas foram as duas chegadas dos espanhóis ao gol. Desde o início, os donos da casa armaram uma pressão e dominaram a posse de bola, porém não conseguiram chegar ao gol.

Ao abrir vantagem no placar agregado, o Atlético manteve a mesma postura na etapa final, com as linhas defensivas mais baixas e ainda contando com o nervosismo dos jogadores do United.

Cristiano Ronaldo se esforçou para escrever uma história diferente. Sobretudo porque ele sempre deixou clara a sua obsessão pela maior competição de clubes da Europa.

Não é por acaso que ele ostenta números impressionantes: é o jogador com o maior número de gols (141), com mais partidas disputadas (187), aquele que deu o maior número de assistências (42), o que converteu mais pênaltis (19), foi seis vezes artilheiro, além de ser o maior campeão, com cinco troféus.

Desde a temporada 2003/04, quando iniciou sua primeira passagem por Manchester, o português sempre esteve presente no principal palco do futebol europeu, seja com a camisa do time inglês, do Real Madrid ou da Juventus.

A última vez que a Champions não teve Cristiano Ronaldo foi na temporada 2002/03, quando ele ainda era uma jovem promessa do Sporting, que não conseguiu avançar do estágio preliminar do torneio para a fase de grupos.

Agora, o já consagrado craque vive pela primeira vez o temor de ficar fora do campeonato. Além da queda precoce na competição europeia, o Manchester United figura na quinta colocação da Premier League, logo atrás do Arsenal, quarto colocado e dono, neste momento, da última vaga para a próxima edição da Liga dos Campeões.

A diferença entre os dois times é pequena, apenas um ponto (51 a 50), mas a equipe de Londres tem três jogos a menos em relação ao elenco comandado pelo alemão Ralf Rangnick. Já a distância para o líder do campeonato, o Manchester City, é ainda maior: 20 pontos.