FELIZ ANO NOVO
O ano novo começa quente no turfe paranaense. Já nesta primeira reunião de 2000, que tem início amanhã, à partir das 18 horas, teremos quatro grandes atrações. Já no primeiro páreo, haverá a homenagem ao novo ano (ou século, ou milênio, como queiram), com o ‘‘Prêmio Ano 2000’’. A segunda prova será justamente a seletiva paranaense para a Copa ANPC Velocidade, a prova que apresenta a melhor dotação do Brasil – R$ 200.000 – para os potrinhos de dois anos, em seu primeiro semestre de disputas. Teremos ainda no quinto páreo uma homenagem ao vereador Jair César, cuja base inclui os bairros do Tarumã e Bairro Alto, e finalmente, como ‘‘piSce de resistance’’, o Grande Prêmio Luiz Gurgel do Amaral Valente, primeiro clássico da temporada, prova de crucial importância porque rende as devidas homenagens àquele que talvez tenha sido o maior criador do Paraná em todos os tempos.

LUIZ G.A. VALENTE -
Luiz Valente foi o primeiro grande criador do Paraná. Fundou o Haras Valente em 1944, e com ele projetou pela primeira vez a nossa criação no turfe paulista e principalmente carioca – então, como agora, a locomotiva do turfe brasileiro. O Haras Valente, enquanto foi de sua propriedade, até o começo dos anos 70, destacou-se amplamente como o maior criatório do Paraná e o mais respeitado em todo o Brasil. Gentleman, apaixonado pelo puro-sangue inglês, extraordinário anfitrião e dono de um humor verdadeiramente raro, Luiz Valente merece sem dúvida alguma o título de ‘‘Decano dos Criadores Paranaenses’’, frase que vem acompanhando os troféus entregues por ocasião desta prova, todos os anos. Luiz G.A. Valente é ainda o único paranaense homenageado no turfe carioca. Seguramente uma figura exponencial na história do nosso turfe.

MANE MINISTER
O Haras dos Girassóis esta comemorando o triunfo do potro Spacelink, um potro filho de seu garanhão Mane Minister, que, aos dois anos, acaba de vencer o importante clássico Califórnia Juvenile Cup, disputado em Santa Anita, com nada menos do que US$ 125.000,00 ao ganhador. O potro mostra precocidade ao vencer aos dois anos, pois a prova foi em 1.700 metros e a marca (1038’’) quase dois segundos melhor que a do páreo desdobrado. Na estréia dos potros em Cidade Jardim, domingo, o único filho dele, Eletron, foi favorito, ficou na partida e quase venceu. O garanhão começa a mostrar toda a sua qualidade tanto lá nos USA quanto aqui no Brasil.
Mane Minister, como sabe, é o único Deputy Minister no País, e sua campanha é das melhores entre os americanos no nosso turfe, pois ele foi terceiro colocado nas três provas da Tríplice Coroa Americana. Garanhão já produtor de Grupo 1 nos Estados Unidos, sua linha baixa é a mesma do colossal Mill Reef.

AS BOAS DO CABECINHA
Nosso companheiro Cabecinha continua firme e forte em sua missão de prover os leitores da Folha do Paraná com as melhores indicações possíveis. Veja novas dicas de ouro para as corridas de amanhã:
1ª FIRME= Cada dia corre mais o KAOLIN. Pode ser ele o primeiro ganhador do ano 2.000 em nosso turfe !
2ª FIRME= Falam maravilhas da parelha 6 na segunda prova (seletiva para a ANPC/Velocidade). Vou com este duo.
3ª FIRME= Agora SOLEIRO tem tudo a favor. Minha firme no terceiro páreo.
A POULE = Confirmando o trabalho (1025’’), ITAQUERÊ WINNER pode vencer o clássico (sétimo páreo) e pagar uma nota preta.
Mário Sérgio S. Marquez, criador e proprietário de cavalos de corrida, e sócio-ouro do Jockey Club do Paraná, escreve sempre às terças-feiras na Folha.