|
  • Bitcoin 124.682
  • Dólar 5,0741
  • Euro 5,2058
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 24/06/2022, 15:50

Turco respira no Atlético-MG com sequência de vitórias e apoio do vestiário

PUBLICAÇÃO
sexta-feira, 24 de junho de 2022

VICTOR MARTINS
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) - O técnico Turco Mohamed viveu um turbilhão de emoções no comando Atlético-MG no intervalo de uma semana. Após o empate com o Ceará, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro, o treinador esteve por um fio no cargo. Novo tropeço na competição, diante do Flamengo, seria o fim da linha para o argentino na Cidade do Galo. Mas, em apenas quatro dias, o time alvinegro venceu a equipe carioca duas vezes, pelo Nacional e pela Copa do Brasil, o que deu fôlego ao comandante, que sempre contou com o suporte dos jogadores.

O Atlético-MG volta a campo neste sábado (25) no duelo contra o Fortaleza, no Mineirão, em Belo Horizonte (MG), pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Apesar da sequência ruim de resultados -o Atlético-MG tinha uma vitória apenas nas seis partidas anteriores aos jogos com o Flamengo-, o treinador jamais perdeu o apoio do vestiário. Chamado de Tony pelos atletas, Turco Mohamed nunca esteve isolado dentro do clube, principalmente no momento de maior pressão e das cobranças.

"Falei, desde o começo, que é um cara muito do bem. Quando a pessoa é do bem, a gente faz de tudo para ajudar. Pode ter certeza que vamos dar a vida por ele, fazer de tudo para ajudar. Espero que ele seja muito feliz aqui, que construa uma linda história no clube", disse o atacante Hulk, que saiu publicamente em defesa do treinador atleticano.

Com duas importantes vitórias sobre o Flamengo, que é tratado com um dos principais rivais do Atlético, e bancado pelo vestiário, Turco ganhou pontos importantes. A troca no comando técnico que era iminente na semana passada, já não é cogitada mais, não pelo menos antes do jogo de volta contra o Flamengo, que definirá a vaga nas quartas de final da Copa do Brasil, em 13 de julho.

"A pressão sempre existe e é como cada um recebe. Eu recebi de uma maneira bem tranquila, porque estou costumado a trabalhar em equipes grandes, que tem muitos torcedores. Sei que quando não se ganha uma partida, se ascende os rumores, mas o mais importante é a resposta dos jogadores dentro de campo", comentou Turco, que ganhou créditos até mesmo com a torcida.

Mas antes de pensar no Flamengo novamente, o time mineiro tem três jogos pelo Brasileiro e os confrontos com o Emelec, pelas oitavas de final da Copa Libertadores. Turco e os jogadores atleticanos vão mais aliviados e confiantes para os próximos desafios. Uma boa sequência de resultados na competição nacional e classificação no torneio sul-americano podem afastar de vez qualquer chance de demissão do treinador.

O time mineiro deve ter alterações em sua formação para a partida deste sábado. O lateral Mariano e o meia Nacho Fernández receberam o terceiro cartão amarelo, e cumprem suspensão. O atacante Keno voltou a sentir dores na coxa direita na última rodada, e deve desfalcar o elenco. O volante Jair está afastado após uma lesão na mão esquerda, e o atacante Zaracho continua no departamento médico.

Turco também pode optar por poupar jogadores, mirando o encontro com o Emelec, na terça-feira (28). Sendo assim, uma possível escalação do Atlético-MG tem: Everson; Guga, Nathan Silva, Junior Alonso e Guilherme Arana; Allan, Otávio e Rubens (Calebe); Vargas (Sávio), Ademir e Sasha (Hulk).

O Fortaleza, por sua vez, busca manter o bom momento após alcançar duas vitórias seguidas: contra o Ceará, pela Copa do Brasil, e antes disso, contra o América-MG, na última rodada do Campeonato Brasileiro. Ainda assim, o time nordestino continua na zona de rebaixamento, e conta com a vitória para melhorar a situação no campeonato nacional -somando apenas dez pontos em 13 jogos, o clube é vice-lanterna da Série A.

O elenco terá como principais novidades o meia Lucas Crispim, que ficou de fora da última partida após ter sido afastado, e o volante Jussa, que se recuperou de um desconforto na coxa direita. Ambos viajaram com o time para Minas Gerais.

Em contrapartida, são desfalques confirmados o goleiro Tinga, que se recupera de cirurgia ligamentar no pé esquerdo, o volante Hércules, afastado graças a um edema na perna direita, o atacante Robson, que sofreu um estiramento ligamentar, e o volante Zé Welison, que foi emprestado ao Fortaleza pelo Atlético-MG, e não joga por questões contratuais. O time será comandado pelos auxiliares Gastón Liendo e Nahuel Martínez, pois o técnico Juan Pablo Vojvoda foi expulso na última rodada, e cumpre suspensão.

Uma provável escalação do Fortaleza tem: Marcelo Boeck; Ceballos, Benevenuto e Titi; Yago Pikachu, Felipe, Ronald, Lucas Lima e Juninho Capixaba; Moisés e Silvio Romero.

Estádio: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Horário: Às 21h (de Brasília) deste sábado (25)

Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)

VAR: Daniel Nobre Bins (RS)

Transmissão: SporTV e Premiere