Das agências
De São Paulo e Rio
O Torneio Rio-São Paulo, aberto ontem com Santos x Botafogo, prossegue hoje com três partidas, todas com início às 19 horas. O Rio de Janeiro terá dois jogos: Flamengo x São Paulo, no Maracanã, e Vasco x Palmeiras, em São Januário. Em São Paulo, a equipe mista do Corinthians – os titulares que ganharam o título do Mundial de Clubes estão de férias – receberá o Fluminense, que na sexta-feira contratou o goleiro Zetti.
O lateral Bruno Carvalho, que renovou seu contrato por seis meses, foi confirmado pelo técnico Paulo César Carpegiani como titular do Flamengo para o jogo de hoje contra o São Paulo, no Maracanã. Outra novidade da equipe será o meio-de-campo Rodrigo Mendes que jogará improvisado na lateral-esquerda. Ele substitui Athirson, na seleção brasileira pré-olímpica. Lúcio, autor do gol da vitória no amistoso com o Fluminense, ganhou uma vaga no time.
O atacante iugoslavo Petkovic, o principal reforço contratado até agora, não jogará porque não tem visto de trabalho em ordem.
Uma vitória do São Paulo sobre o Flamengo terá um sabor especial para, pelo menos, dois jogadores da equipe paulista: os meias Ricardinho e Souza, relegados pelo antigo treinador Paulo César Carpegiani, hoje comandante do clube carioca. A partida também marca a estréia oficial de Levir Culpi no Tricolor.
No Corinthians, até o técnico Oswaldo de Oliveira será substituído por seu auxiliar, Edson Cegonha. Os únicos titulares que atuarão são os zagueiros Fábio Luciano e Adilson. O presidente Alberto Dualib disse que não teme uma multa por parte da organização do Torneio Rio-São Paulo, que exige a escalação de ‘‘times titulares’’. ‘‘Não haverá problema’’, garantiu. Segundo Dualib, o elenco corintiano é forte, mas ‘‘sempre é possível reforçá-lo um pouco mais’’.
Mesmo sem estrelas, o Fluminense quer mostrar que tem condições de voltar ainda este ano à elite do futebol nacional. Depois de ter conquistado o título do Campeonato Brasileiro da Terceira Divisão, o desafio agora é obter uma boa campanha no Rio-São Paulo. Para isso, o técnico Carlos Alberto Parreira pretende contar com o entrosamento do grupo e a força de vontade dos jogadores.
O Palmeiras virá com uma equipe bem diferente daquela do ano passado, quando foi campeã da Taça Libertadores e vice-campeã das Copas Intercontinental e Mercosul. O treinador Luiz Felipe Scolari não poderá escalar a força máxima, já que Alex está disputando o Torneio Pré-Olímpico e alguns titulares se encontram contundidos e sem contrato.
O Vasco poderá contar com o zagueiro Odvan, que recuperou-se de uma lesão muscular na coxa e poderá substituir Júnior Baiano, contundido. O técnico Alcir Portella, que mais uma vez ocupa o lugar de Antônio Lopes, não poderá contar com Ramon mas terá Romário no ataque. O maior fantasma do milionário time do Vasco, porém, ainda é a perda do título do Mundial de Clubes para o Corinthians. ‘‘Precisamos superar esta frustração’’, diz Alcir. ‘‘Temos de pensar apenas no Palmeiras.’’

EM SÃO JANUÁRIO
Vasco
Helton; Roni, Odvan, Mauro Galvão e Gilberto; Amaral, Felipe, Juninho e Pedrinho; Donizete e Romário. Técnico: Alcir Portella.
Palmeiras
Marcos; Neném, Índio, Agnaldo e Júnior; César Sampaio, Galeano e Rogério; Asprilla, Basílio e Euller. Técnico: Luiz Felipe Scolari.
Árbitro: Luís Marcelo Cancian (SP)
Estádio: São Januário, no Rio
Horário: 19 horas