|
  • Bitcoin
  • Dólar
  • Euro
Londrina

Esporte 5m de leitura Atualizado em 18/11/2021, 15:58

Treinador estreia para salvar o clube mais rico do mundo do rebaixamento

PUBLICAÇÃO
quinta-feira, 18 de novembro de 2021


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Newcastle vive péssima fase, não vence há 11 jogos no Campeonato Inglês e é o vice-lanterna, a cinco pontos do primeiro time fora da zona de rebaixamento.

A esperança contra a queda atende pelo nome de Eddie Howe, anunciado como novo treinador, mas que ainda não estreou pelo clube mais rico do mundo —os Magpies foram comprados recentemente por um fundo de investimentos ligado ao governo da Arábia Saudita.

A estreia de Howe será neste sábado (20), quando o Newcastle recebe o Brentford pela Premier League. O técnico deixou claro que o foco está em evitar a queda, não nos milionários reforços que poderão chegar ao clube em breve.

"É tudo uma questão de curto prazo e da posição da equipe. Precisamos tentar resolver isso muito rapidamente e subir no campeonato, e o objetivo é permanecer no campeonato, é evitar o rebaixamento. É para isso que estarei trabalhando, e esse é realmente meu foco principal no momento. Todo o resto pode esperar para outro dia", disse, em entrevista coletiva.

"Vou dar tudo para o trabalho. Vou dedicar 100%, todos os dias, para tentar trazer sucesso ao Newcastle, para todos os que estão ligados ao clube. Acredito que temos a habilidade dentro do time, com os jogadores, para alcançar esse objetivo, mas vai exigir muito trabalho. Vai exigir muito sacrifício e sofrimento em termos de os jogadores darem tudo o que têm para tentar e se comprometerem com o objetivo."

Howe estava sem equipe desde que deixou o Bournemouth em agosto de 2020. Ele tirou um ano sabático para curtir a família e estudar.

"Tive muitas ofertas, mas queria aproveitar o meu tempo fora do futebol. Sinto-me renovado, cheio de energia e pronto para trabalhar. Queria voltar ao banco de uma equipe que me motiva", declarou.

Segundo o site The Athletic, o inglês ainda visitou Diego Simeone, técnico do Atlético de Madri, e Andoni Iraola, à frente do Rayo Vallecano, para estudar os métodos dos treinadores. Ele também esteve com Jurgen Klopp, do Liverpool.

"Estar longe me permitiu reiniciar, recarregar e me reeducar. Fiz viagens fantásticas e passei um tempo com minha família. Eu me sinto um treinador melhor do que era."

instagram

ÚLTIMOS POSTS NO INSTAGRAM