Trapalhada prejudica judoca Mais uma trapalhada dos dirigentes do judô brasileiro provocou sexta-feira, em Budapeste, na Hungria, a desclassificação do judoca Henrique Guimarães, da categoria meio-leve, de uma etapa do Circuito Europeu 2000. Henrique venceu quatro lutas por ippon para chegar à semifinal e foi para o hotel descansar um pouco antes de tentar a vaga na final. Acabou esquecido pelos dirigentes, que não o chamaram a tempo para o combate, que havia sido antecipado. Henrique foi eliminado por fusen gachi - WO - porque nenhum dirigente da Confederação Brasileira de Judô (CBF) permaneceu no ginásio. Depois de três etapas disputadas na Europa, os brasileiros ganharam oito medalhas: ouro - Edinanci Silva e Daniel Hernandes; prata - Tiago Camilo e Alexander Guedes; e bronze - Denílson Lourenço, Vânia Ishii, Edinanci e Danielle Zangrando.