BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Dias Toffoli negou um recurso do Flamengo e manteve o Sport como único campeão brasileiro de 1987.

Também foi negado pedido do Flamengo sobre a "taça das bolinhas", troféu dado para o primeiro clube pentacampeão brasileiro. Como o Flamengo não é reconhecido como campeão de 1987, a taça ficou com o São Paulo.

"Mostra-se correta a conclusão alcançada pelo Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro de que o Supremo Tribunal Federal reconheceu [...] o Sport Club do Recife como o único e legítimo campeão do torneio brasileiro de futebol de 1987", afirmou o ministro em sua decisão.

"Assim, conforme assentado pelo Tribunal de Origem, essa questão não se mostrava passível de reanálise na presente ação judicial, que resultou no recurso extraordinário com agravo sub examine."

POR QUE EXISTE A POLÊMICA SOBRE O TÍTULO DE 1987?

Após a CBF anunciar que não tinha condições financeiras de organizar o Brasileiro de 1987, clubes decidiram se unir e criar o Clube dos 13, entidade que faria oposição à confederação e que organizou a Copa União, que pretendia ser o torneio nacional daquele ano.

Atlético-MG, Bahia, Botafogo, Corinthians, Cruzeiro, Flamengo, Grêmio, Internacional Palmeiras, Santos, São Paulo e Vasco integravam o Clube dos 13. Esses mais Santa Cruz, Goiás e Coritiba disputaram o campeonato.

Após a formação do novo torneio, a CBF mudou de ideia e decidiu que realizaria o nacional, com aqueles que ficaram fora da Copa União. A entidade, então, batizou o torneio do Clube dos 13 como Módulo Verde e a competição organizada por ele como Módulo Amarelo.

O Flamengo venceu o Verde, e o Amarelo foi conquistado pelo Sport. O regulamento, assinado por Eurico Miranda (então como representante do Clube dos 13), determinava que houvesse um quadrangular final entre campeão e vice de cada um dos torneios.

Flamengo e Internacional (vice do Módulo Verde) se recusaram a participar da disputa, e, com isso, Sport e Guarani (vice do Amarelo) fizeram uma final entre si, em 1988. Os pernambucanos foram declarados campeões brasileiros de 1987 pela CBF.

À época, a Folha de S.Paulo declarou o Flamengo como "tetracampeão" após o título da Copa União, e descreveu o Sport como vencedor do Módulo Amarelo do Brasileiro --em disputa que também terminou na Justiça, após as duas equipes empatarem por 11 a 11 nos pênaltis, recusarem-se a seguir na disputa e o Guarani abrir mão do título.

Quando o time pernambucano venceu o quadrangular, novamente contra o Guarani, o jornal chamou a disputa de "torneio da CBF" e ressaltou que a equipe se sagrava campeão brasileira de 1987 de acordo com a confederação. O jornal também noticiou, desde o início, que o Clube dos 13 apoiava o Flamengo na contestação do título e na defesa de que os cariocas eram campeões nacionais daquele ano.