|
  • Bitcoin 142.263
  • Dólar 4,7700
  • Euro 5,1172
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 10/04/2022, 20:08

Técnico que deu cabeçada acusa auxiliar mulher de mentir sobre agressão

PUBLICAÇÃO
domingo, 10 de abril de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O técnico Rafael Soriano, da Desportiva, acusou a assistente de arbitragem Marcielly Netto de mentir sobre agressão no intervalo de jogo contra o Nova Venécia, neste domingo (10), pelo Campeonato Capixaba. O comandante negou ter dado uma cabeçada no rosto da bandeirinha e a desafiou a registrar boletim de ocorrência.

Insatisfeito após o árbitro Arthur Gomes Rabelo encerrar o primeiro tempo antes do seu time cobrar um escanteio, o treinador foi tirar satisfações com a arbitragem e acertou uma cabeçada na bandeirinha, que imediatamente levou as mãos ao rosto.

Em entrevista à TV Cultura, o treinador - que foi expulso - negou a agressão e afirmou que Marcielly "está querendo aproveitar de uma situação porque é mulher".

"Se você disser que eu te agredi, nós vamos para a delegacia. Vamos fazer Corpo de Delito, senão eu vou te processar", falou Soriano.

"Ela foi empurrar os jogadores e agora quer dizer que foi agredida. Ela tá querendo aproveitar de uma situação porque é mulher. Não encostei nela, se encostei ela vai provar na delegacia", completou o treinador.

Segundo a transmissão da Cultura, a auxiliar confirmou que prestará queixa contra o treinador. Além disso, na volta do intervalo, vários jogadores da Desportiva foram conversar com a auxiliar, que seguiu na partida.