A oposta da seleção brasileira feminina de vôlei Tandara Caixeta, 32, está cortada da Olimpíada de Tóquio-2020 e retornará ao Brasil nesta sexta-feira (6). O COB (Comitê Olímpico do Brasil) informou na noite desta quinta (5) que recebeu uma notificação da ABCD (Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem) sobre a suspensão provisória da atleta por potencial violação de regra antidoping.

Imagem ilustrativa da imagem Tandara é cortada após suspeita de violação de regra antidoping
| Foto: Jung Yeon-je/AFP

A nota não especifica qual seria a violação. O teste, de acordo com o COB, foi realizado em um período fora de competição, no centro de treinamento da modalidade em Saquarema (RJ), no dia 7 de julho.

A seleção disputa uma vaga na decisão dos Jogos de Tóquio às 9h desta sexta (6), horário de Brasília, diante da Coreia do Sul. Na partida de quartas de final, realizada na quarta (4), Tandara não vinha bem e foi substituída por Rosamaria, que se tornou o principal destaque da vitória brasileira diante das russas.