CAMPEÃO Sul-Minas projeta o América Agência Estado De Belo Horizonte Os torcedores do América-MG comemoravam, ainda ontem, a conquista do segundo título mais importante dos 87 anos de história do clube: o do Torneio Sul-Minas, obtido com duas vitórias indiscutíveis sobre o poderoso Cruzeiro – 1 a 0, domingo, e 2 a 1, quarta-feira à noite, no Mineirão. O principal troféu continua sendo o de Campeão Brasileiro da 2ª divisão, em 1997, mas o fato de ter batido, no Sul-Minas, quatro das dez primeiras equipes do ranking da CBF – além do Cruzeiro, o Atlético-MG, o Internacional e o Grêmio – foi motivo de euforia para os americanos. ‘‘Com essa conquista, o América se nacionalizou’’, resumiu o técnico e ex-jogador do time Flávio Lopes, que, na atual função, chegou à sua primeira taça no futebol profissional. ‘‘Daqui para frente, serão alegrias para os nossos torcedores.’’ Outros três torneios regionais foram decididos na quarta-feira. Em Goiânia, o Goiás, que vencera a primeira partida por 3 a 1, goleou o Vila Nova-GO por 5 a 1 e venceu a Copa Centro-Oeste. No Recife, Sport e Vitória empataram, mais uma vez, por 2 a 2, resultado que deu o título da Copa Nordeste aos pernambucanos. Em Manaus, o São Raimundo, que perdeu sábado por 3 a 2, bateu o Maranhão por 2 a 0 e foi o campeão da Copa Norte. A partir da definição dos campeões regionais, quatro equipes já têm vaga assegurada na Copa dos Campeões, que vai apontar a quarta equipe brasileira na Taça Libertadores 2001. Palmeiras (campeão do Rio-SP), América e Cruzeiro (campeão e vice na Sul-Minas) e o Sport (Nordeste). Outras duas vagas serão destinadas aos campeões do Campeonato Paulista e do Campeonato Carioca. As duas últimas vagas para a Copa dos Campões serão disputadas em um triangular entre Goiás, Vitória e São Raimundo.