|
  • Bitcoin 123.060
  • Dólar 5,0950
  • Euro 5,2392
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 08/07/2022, 18:32

STJD arquiva denúncia do Atlético-MG contra Gabigol por fala sobre inferno no Maracanã

PUBLICAÇÃO
sexta-feira, 08 de julho de 2022

IGOR SIQUEIRA
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - A denúncia do Atlético-MG contra o atacante Gabigol, do Flamengo, não irá adiante no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). A procuradoria decidiu não levar adiante e arquivou o caso, que tinha como ponto central a declaração do rubro-negro prometendo um "inferno" no Maracanã por ocasião do jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil, entre Fla e Galo.

Em parecer enviado aos clubes, o procurador Giovani Rodrigues Mariot decidiu pelo arquivamento "em vista da falta de tipicidade necessária para amparar o oferecimento de denúncia".

A declaração de Gabigol foi na entrevista na saída do gramado do Mineirão, após a derrota por 2 a 1 no jogo de ida das oitavas.

"Quando eles forem lá, vão conhecer o que é pressão e o que é inferno", disse o jogador.

O procurador pontuou que a denúncia do Atlético-MG "não está alinhada com o contexto em que a declaração foi dada". Mariot ainda citou a manifestação de Gabigol, dizendo que "a torcida do Flamengo é reconhecida justamente pela pressão que exerce no Maracanã, sendo crucial para que o clube alcance resultados expressivos dentro de campo".

O procurador ainda trouxe para seu documento outro trecho do documento enviado antes pelo Flamengo, dizendo que "é evidente que a declaração de Gabriel Barbosa é sobre o jogo e o ambiente do jogo". O Fla disse nos autos que a interpretação do Galo sobre a frase era "criativa e aventureira". O jurídico rubro-negro citou declarações do presidente Sérgio Coelho, do Galo, sobre arbitragem e VAR, apontando que há "tentativa de acirramento de ânimos", que "não encontrará reciprocidade".

O Atlético-MG levou o caso ao tribunal na tentativa de punir Gabigol e convencer a corte de que ele estava incitando a violência. Na peça enviada ao STJD pelo lado atleticano, tem até uma citação ao narrador Galvão Bueno: "Vai se criando um clima terrível".

O reencontro entre Flamengo e Atlético-MG pela Copa do Brasil será na próxima quarta-feira (13), às 21h30. A mobilização pelo jogo envolveu até o Ministério Público do Rio, que acionou forças de segurança e CBF, considerando que é um jogo de risco.