Florianópolis, 02 (AE) - Um sorteio marcado para amanhã pela manhã, em Florianópolis, na cerimônia mais formal da Copa Davis, define a ordem dos jogos desta sexta-feira pelo confronto Brasil e França, válido pela primeira rodada do Grupo Mundial. Com o atual regulamento da Federação Internacional de Tênis (ITF) não sobrou muito a ser conhecido neste sorteio, apenas quem inicia a disputa. Os adversários do primeiro dia já são conhecidos: o número 1 do Brasil, Gustavo Kuerten, enfrenta o dois da França, Jerome Golmard, e Fernando Meligeni pega o número 1 francês, Cedric Pioline.
No sábado, será disputada a partida de duplas. Pelo Brasil, estão escalados Guga e Jaime Oncins e pela França provavelmente jogarão Cedric Pioline e Nicolas Escude. No domingo, o primeiro jogo obrigatoriamente terá os dois número 1 de cada país, com Guga x Pioline e o quinto jogo, em tese, os números dois, Meligeni e Golmard. O novo regulamento permite aos capitães das equipes mudarem seus jogadores na rodada de domingo, por questões estratégicas e não mais apenas com contusão, como era até o ano passado.
Apesar de algumas modificações no regulamento, o árbitro geral do confronto, o alemão Norbert Peick, confirmou decisão em melhor de cinco sets, sem tiebreaker no quinto. Se a chuva insistir em cair, embora as previsões sejam de melhora do tempo, o confronto pode se estender até terça-feira, inclusive. Só depois, então, a IFT marcaria uma outra data.
As mudanças de regras dos torneios profissionais, também estarão em prática nesta Davis. Portanto, ao final do primeiro game de cada set não haverá intervalo. Em compensação, ao término de cada set serão dados dois minutos de descanso.
Sorriso presidencial - Poucas pessoas mostram-se tão alegres e sorridentes como o presidente da Confederação Brasileira de Tênis (CBT), Nelson Nastas. Com a Davis no Brasil e a possibilidade de ter o segundo confronto - se vencer a França - também com o mando dos jogos, o tênis ganha evidência e a entidade alcança seus objetivos. Hoje, o dirigente anunciou em Florianópolis, a criação de circuito Blue Life Juniors Cup de tênis infanto-juvenil, com cinco etapas - em Brasília, São Paulo
Recife, Belo Horizonte, Goiânia, Salvador e Porto Alegre - e mais um masters em São Paulo, com pontos para o ranking nacional.
"Este era um dos nossos objetivos na CBT, o de fazer um circuito infanto juvenil, para abrir condições de aparecimento de novos jogadores", disse Nastas. "E com esta parceria com a Blue Life, com Ayres da Cunha, conseguimos realizar esta competição para tenistas de 10 a 18 anos, que era a principal meta da CBT."
Além do circuito Blue Life infanto juvenil, Nastas anunciou também a criação de um comitê médico da CBT, com o médico Rogério Teixeira da Silva, que vai utilizar a experiência e o conhecimento adquirido com os contatos com a Associação dos Tenistas Profissionais (ATP) para cadastrar todos os tenistas do País, desde juvenil ao profissional. A idéia é avaliar todos, e traçar planos de assistência médica e de prevenção de lesões.