|
  • Bitcoin 139.912
  • Dólar 4,7700
  • Euro 5,1146
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 08/04/2022, 15:15

Sob protestos de torcedores, Flamengo enfrenta Atlético-GO na estreia no Brasileiro

PUBLICAÇÃO
sexta-feira, 08 de abril de 2022

ALEXANDRE ARAÚJO E BRUNO BRAZ
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - Na véspera da estreia no Campeonato Brasileiro, o CT do Flamengo amanheceu sob protestos. A ação acontece em meio à crise no departamento de futebol e após uma reunião entre jogadores e integrantes de torcidas organizadas, marcada para quinta (7), ter sido cancelada.

O clube enfrenta o Atlético-GO, neste sábado (9), às 19h, no estádio Antônio Accioly, em Goiânia, pela primeira rodada do Brasileiro.

Nesta sexta, torcedores rubro-negros levaram faixas com dizeres como "time pipoqueiro", "diretoria omissa" e até mesmo "Se damos a vida exigimos que vocês deem o sangue". Na chegada dos jogadores e membros da comissão ao local, os torcedores fizeram fortes cobranças, chegando a chutar os carros dos atletas na entrada do CT.

Houve ainda gritos contra Marcos Braz, vice-presidente de Futebol, que se vê alvo de questionamentos também entre conselheiros do clube.

O meia Arrascaeta foi um dos poucos poupados e, ao passar pelo grupo que protestava, foi aplaudido. O zagueiro David Luiz dividiu opiniões, enquanto nomes como Gabigol e Thiago Maia ouviram reivindicações.

A turbulência no clube rubro-negro se agravou após a derrota na final do Campeonato Carioca, para o Fluminense, no último sábado, e nem mesmo a vitória na estreia na Libertadores, contra o Sporting Cristal, foi capaz de amenizar.

O momento do futebol tem causado reflexos nos bastidores da Gávea, com uma espécie de "Guerra Fria" entre grupos políticos. Paralelamente a este cenário, o técnico Paulo Sousa busca acertos para a estreia no Brasileiro.

Nos últimos dias, conselheiros de diversas vertentes externaram opiniões quanto à gestão da pasta e ao vice-presidente Marcos Braz, em documentos a serem protocolados. Entre acusações e defesas, diagnósticos divergentes em relação ao momento que o departamento atravessa.

"Total falta de comprometimento e porque não dizer de desprezo mostrou esse VP (vice-presidente), o qual com certeza foi orientado por essa Diretoria omissa a fazer o mesmo de se esconder e não enfrentar os problemas de crise de frente", diz trecho de uma carta.

"O atual vice-presidente Marcos Braz tem um histórico vencedor, experiência no meio e é notoriamente atuante na função. O cargo que ocupa está sujeito a críticas e exposições, mas é preciso diferenciar críticas de ataques", aponta parte de outra circular, com signatários distintos.

As recentes movimentações, inclusive, geraram dúvidas e aumentaram rumores quanto ao futuro. Cogita-se, inclusive, que o vice-presidente possa sair candidato a deputado federal neste ano, como informou o UOL Esporte. Vale lembrar que o Deliberativo marcou para o dia 18 uma sessão que vai votar emenda no estatuto que pode proibir que integrantes dos Poderes do clube a se candidatem a cargos públicos.

Após pressão de conselheiros, uma reunião que estava marcada para quinta (7), entre líderes de torcidas organizadas e integrantes do elenco foi cancelada.

No desembarque da delegação do Fla no Rio de Janeiro, após a vitória sobre o Sporting Cristal, do Peru, na Libertadores, jogadores já haviam demonstrado incômodo com o encontro. A queda, porém, aconteceu após pressão dos conselheiros, que questionaram o fato de a reunião ser mantida mesmo depois de Braz ter desmarcado o debate com eles.

Nome enaltecido após o mágico 2019, quando o clube rubro-negro foi multicampeão, o vice-presidente agora se torna alvo de críticas

Enquanto os bastidores fervem, Paulo Sousa busca fazer o time engrenar. Estrear no Campeonato Brasileiro com vitória, inclusive, pode ajudar a amenizar o clima no clube.

Assim, uma provável escalação do Flamengo tem: Hugo Souza; Gustavo Henrique, David Luiz, Léo Pereira; Matheuzinho, Willian Arão, João Gomes (Andreas Pereira), Éverton Ribeiro, Vitinho; Bruno Henrique e Gabigol.

No Atlético-GO, o lateral esquerdo Arthur Henrique, que sofreu uma lesão na coxa, continua de fora do time. Ele deve ser substituído por Jefferson. Assim, os donos da casa devem ir a campo com a seguinte formação: Luan Polli; Dudu, Wanderson, Edson e Jefferson; Marlon Freitas, Gabriel Baralhas e Jorginho; Shaylon, Wellington Rato e Léo Pereira.

O clube de Goiânia, aliás, vem embalado após estrear na Copa Sul-Americana com goleada. Em casa, o Atlético-GO venceu a LDU por 4 a 0 na última terça (5).

Estádio: Antônio Accioly, em Goiânia

Horário: 19h (de Brasília) deste sábado (9)

Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)

Transmissão: Premiere