Áureo Nogueira
De Londrina
A Portuguesa Londrinense enfrenta o Rio Branco, a partir das 15h30, no Estádio Vitorino Gonçalves Dias (VGD), com a obrigação de vencer. Depois de somar apenas um ponto nas três primeiras rodadas do Campeonato Paranaense e amargar uma das últimas colocações, a diretoria e o comando técnico da Lusa exigem a vitória.
Após a segunda derrota consecutiva, para Operário (em Ponta Grossa) e Coritiba (no Couto Pereira), o diretor de futebol, Amarildo Vieira, já adiantara que se o time não conquistar a vitória sobre o Rio Branco vai haver mudanças. E o técnico Lívio Vieira avisou aos jogadores que em caso de derrota ou até mesmo empate deixa o comando técnico da equipe.
Antes do treino coletivo de sexta-feira, no Estádio da Vila Santa Terezinha, a diretoria cobrou da comissão técnica mais disposição dos jogadores. ‘‘Não é vencer na marra, mas o comando técnico deve levar ao conhecimento dos jogadores o pedido da diretoria, para que haja dedicação máxima’’, revelou o supervisor, Abílio Bezerra. ‘‘Exigimos a vitória para evitar uma situação de desespero. Ainda é possível recuperar os pontos perdidos e garantir a classificação entre os oito primeiros.’’
O técnico quer ver seu time partindo para cima do Rio Branco desde o primeiro minuto. ‘‘A vitória é fundamental, entretanto, a pressão deve ser exercida com organização’’, destacou Lívio, explicando que vai utilizar o tradicional esquema 4-4-2 mas dando liberdade para que os laterais Itaberá e Biro possam ir à frente em apoio ao ataque.
O atacante Bebeto, que jogou apenas alguns minutos contra Malutrom e Operário, inicia a partida ao lado de Gélson. Ele afirma que o clima de pressão sobre os jogadores é normal e pode ser positivo na busca dos três pontos. ‘‘A cobrança é normal no futebol. Eu, particularmente, gosto de jogar sob pressão’’, garante, acrescentando que este jogo é uma grande oportunidade para fazer gol e garantir a camisa de titular.
No Rio Branco, o ambiente é de tranquilidade. Principalmente depois arrancar um empate de 0 a 0 com o Atlético em plena Arena da Baixada e vencer o Operário, por 1 a 0, na noite de quinta-feira em Paranaguá.
Como nenhum jogador está contundido nem há suspensão a ser cumprida, o técnico Itamar Bellasalma não tem problema para escalar o time. A escalação só será divulgada antes da partida, mas é possível que entre o mesmo grupo que venceu o Operário. Tudo o que o representante do Litoral deseja é somar pontos em Londrina.

NO VGD
Portuguesa
Márcio; Carlinhos Itaberá, Fabiano, Roberto Fonseca e Biro; Fábio, Nílson, Mina e Luís Fabiano; Bebeto e Gélson. Técnico: Lívio Vieira
Rio Branco
Sandro; Daniel, Henrique, Cinho e Herminho; Álisson, Giba, Pelezinho e Sérgio Nunes; Naldinho e Elói. Técnico: Itamar Bellasalma
Árbitro: Almir Rogério Ruiz Garcia
Estádio: Vitorino Gonçalves Dias, em Londrina
Horário: 15h30Clube londrinense ainda não venceu no campeonato e ameaça fazer mudanças no elenco se houver um novo tropeço esta tarde
Mario CesarNA CORDA BAMBATécnico Lívio Vieira (camisa preta) conversa com o elenco na sexta-feira: Portuguesa joga sob clima de tensão