São Paulo, 03 (AE) - Duas gerações de técnicos, formada por quatro ex-armadores, farão os confrontos da fase decisiva do Campeonato Paulista Masculino de Basquete. As semifinais, disputadas em uma série melhor-de-cinco jogos, começam sábado, com Marathon/Franca e COC/Ribeirão. O playoff vai pôr frente a frente dois ex-armadores, hoje técnicos experientes, que atuaram nos anos 60 e 70 e chegaram a jogar juntos a Olimpíada de 1968, no México, pela seleção brasileira. Hélio Rubens Garcia, no comando de Franca, contra Edvar Simões, que dirige o time de Ribeirão Preto.
"As equipes são diferentes, têm perfis distintos, o que torna difícil uma comparação", comentou Edvar, de 56 anos. "Além disso, não há aquela rivalidade que se forma no confronto entre alguns times." Como jogador, Edvar chegou a ter rivalidade com o então atleta Hélio Rubens quando defendeu São José dos Campos e Jacareí. "Eram times do interior e a rivalidade era grande", observou Edvar. "Quando fui para o Corinthians, que era um time muito forte, não havia mais rivalidade com Franca." Edvar define sua equipe - formada por jovens jogadores, que chegou a surpreender favoritos ao classificar-se para a semifinal - como homogênea. Afirmou que Franca tem jogadores mais experientes, como Fernando Minucci e Chuí, e uma base teoricamente mais forte que a de Ribeirão, além da vantagem de decidir o playoff em casa. "O meu time caminha degrau a degrau e já atingiu o primeiro objetivo que era classificar-se para o Nacional", disse. "Mas agora, que estamos entre os quatro, vamos jogar para ganhar."
O primeiro confronto entre as equipes será sábado, às 18 horas
em Franca. As segunda e terceira partidas, dias 10 e 11, em Ribeirão Preto. Os quarto e quinto jogos, se necessários, em Franca, dias 14 e 15.
A outra semifinal, a partir de domingo, também terá dois ex-armadores no comando de equipes. São treinadores da nova geração, que iniciaram recentemente a carreira de técnico. Jorge Guerra, o Guerrinha, em sua terceira temporada como treinador, vai orientar o Tilibra/Copimax, de Bauru, contra o Valtra/Mogi, de Nilo Guimarães, em seu segundo ano como treinador. Os dois, que jogaram juntos na seleção brasileira nos anos 80, integram, atualmente, a comissão técnica de Hélio Rubens na seleção adulta.
A equipe de Mogi retornou hoje aos treinos visando aos confrontos com o Bauru. O primeiro jogo será domingo, às 18 horas, no Ginásio Panela de Pressão, em Bauru. As partidas seguintes serão dias 11 e 12, no Ginásio Municipal de Mogi das Cruzes. Bauru, que disputou (foi quarto colocado) um torneio na Holanda, entre os dias 26 e 30, volta a treinar quarta-feira.
Peneira - O Valtra/Mogi fará uma peneira para formar o seu time cadete - com garotos nascidos em 1983 - segunda-feira, a partir das 14 horas, no Ginásio Municipal de Mogi das Cruzes. É necessário apresentar identidade e levar calção, tênis e camiseta.