São Paulo, 08 (AE) - Os velejadores brasileiros terão a partir de quinta-feira, em Búzios, mais uma oportunidade de lutar por vagas na equipe que representará o País nos Jogos Olímpicos de Sydney, em setembro. A Semana Pré-Olímpica reunirá barcos de 7 das 11 classes que serão disputadas na raia de Rushcutters Bay, em Sydney Harbour.
A competição faz parte de um grupo de regatas eleitas como observação pela Federação Brasileira de Vela e Motor (FBVM). Além da Semana Pré-Olímpica, os integrantes da seleção só serão definidos depois da disputa dos Campeonatos Brasileiros e Mundiais de todas as classes.
O vice-presidente e diretor-técnico da FBVM, Reinaldo Câmara, espera que o Brasil consiga vaga em todas as classes para Sydney. Por enquanto, apenas as embarcações de Star, Laser e Mistral masculino (prancha a vela) têm participação assegurada. As outras dependem da colocação no ranking internacional depois dos Campeonatos Mundiais.
"O importante é que conseguiremos formar uma delegação forte para brigar por boas colocações em todas as classes", diz Câmara, chefe da delegação brasileira na Olimpíada de Atlanta e no Pan-Americano de Winnipeg. "Estamos fazendo avaliações constantes, tanto em regatas nacionais como internacionais."
Como resultado das observações já feitas em 1999, a FBVM formou a Equipe Permanente de Vela Olímpica (EPVO). Na Laser, por exemplo, quatro velejadores fazem parte da equipe: Robert Scheidt (campeão olímpico, bicampeão pan-americano, tricampeão mundial e grande favorito), João Signorini, Sérgio Goretkin e Lucas Osteroren.
Ao contrário das Semanas Pré-Olímpicas anteriores, a competição de Búzios não reunirá todas as classes olímpicas. "Tivemos de usar o bom senso e analisarmos os problemas de cada uma das classes", comenta o dirigente. "Os 20 barcos brasileiros da Soling, por exemplo, estão disputando o Campeonato Sul-Americano em Porto Alegre", prossegue.
"Por isso, o Pré-Olímpico da classe será realizado no Rio Guaíba mesmo, a partir do dia 17." Se a condição econômica foi levada em conta no caso da Soling, em outras classes a marcação do Pré-Olímpico para outras datas deveu-se a aspectos técnicos. Na Star, por exemplo, o principal representante brasileiro, o campeão olímpico Torben Grael, está participando agora de regatas de Oceano. Ele é o tático do veleiro italiano Prada Challenge na disputa da Louis Vuitton Cup, na Nova Zelândia, seletiva para a Americas Cup.
As classes que serão disputadas em Búzios são as seguintes: Laser, Europa (feminino), Tornado, Finn, 49er e 470 (feminino e masculino).