|
  • Bitcoin 101.558
  • Dólar 5,3317
  • Euro 5,5605
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 10/06/2022, 17:32

Sem vitória em casa no Brasileiro, Mano pede apoio e fim das vaias ao Inter

PUBLICAÇÃO
sexta-feira, 10 de junho de 2022

MARINHO SALDANHA
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

PORTO ALEGRE, RS (UOL/FOLHAPRESS) - O Internacional ostenta números importantes. Não perde há 14 partidas —entre todas as competições— e ocupa o quinto lugar no Campeonato Brasileiro, depois de empatar com o Santos, nesta quarta-feira (8), em 1 a 1, na Vila Belmiro. Mas as estatísticas se sustentam em razão das partidas fora de casa. Com Mano Menezes no comando, o time colorado ainda não venceu no Beira-Rio nesta edição do torneio. E para isso, o treinador roga pelo fim das vaias.

Inter e Flamengo jogam neste sábado (11), às 21h (de Brasília), pela 11ª rodada do Brasileiro.

Tão logo acabou a partida contra o Santos, Mano constatou que os resultados fora de casa têm sido importantes para seu time. Citou as vitórias contra Fluminense e Red Bull Bragantino longe de Porto Alegre, além do empate com o Cuiabá.

Por outro lado, os triunfos do treinador no reservado vermelho diante da torcida ocorreram apenas na Sul-Americana. No Brasileiro, foram decepções contra Avaí, Corinthians e Atlético-GO.

A única vitória do time gaúcho no Beira-Rio pelo Brasileiro foi diante do Fortaleza, com o interino Cauan de Almeida no leme.

Na avaliação do treinador, o ambiente precisa melhorar para empurrar o time até o melhor resultado. Por isso, ele se dirigiu aos torcedores e pediu apoio de olho no jogo do próximo sábado, contra o Flamengo.

"Gostaria de falar com o torcedor colorado. Precisamos fazer da nossa casa um ambiente favorável para a gente, e ruim para o adversário. Se depois do jogo, não fizemos um jogo que mereça aplausos, mas que mereça crítica ou vaia, que vaie. Mas durante os 90 minutos, precisamos muito deles, principalmente contra um adversário dessa envergadura", salientou Mano.

"Juntos, com o comportamento que tivemos aqui [em Santos], que vi jogadores serem aplaudidos, terem o nome chamado pelos torcedores, com este ambiente estaremos mais fortes e podemos enfrentar qualquer adversário", completou.

Momentos de vaias a vários jogadores no Beira-Rio são comuns. Atletas como Rodrigo Dourado, Edenilson, Moisés e até o goleiro Daniel já conviveram com cobranças da torcida antes mesmo dos jogos.

E o próximo compromisso será bastante duro. O Flamengo chega em turbulência e buscando recuperação após tropeçar no campeonato.

"Não sei se é pior enfrentar eles em crise ou embalados, porque se trata de um elenco de muita qualidade, eles têm muita força e respeitamos demais isso", disse Mano. "Mas queremos montar um time forte e equilibrado, independente de quem esteja em campo", finalizou.