|
  • Bitcoin 138.047
  • Dólar 4,7700
  • Euro 5,1292
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 27/03/2022, 18:51

São Paulo vence Corinthians e busca primeiro título com Ceni

Tricolor confirma supremacia sobre o final decide o Paulistão contra o Palmeiras

PUBLICAÇÃO
domingo, 27 de março de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

O São Paulo derrotou o Corinthians por 2 a 1 na semifinal do Campeonato Paulista disputada no Morumbi neste domingo (27) e enfrentará o Palmeiras na final do torneio pelo segundo ano seguido. Na final do Paulista de 2021, o time tricolor, à época comandado por Hernán Crespo, derrotou a equipe alviverde e levou o título do campeonato. Se superar o adversário novamente, o clube conquistará algo que não consegue desde 1992: ser bicampeão estadual.

São Paulo (SP), 27/03/2022 - SÃO PAULO-CORINTHIANS - O time do São Paulo comemora a classificação para a final. São Paulo e Corinthians, jogo válido pela semifinal do Campeonato Paulista 2022, Morumbi, neste domingo (27). (Foto: Maycon Soldan/Código 19/Folhapress) ORG XMIT: São Paulo e Corinthians São Paulo (SP), 27/03/2022 - SÃO PAULO-CORINTHIANS - O time do São Paulo comemora a classificação para a final. São Paulo e Corinthians, jogo válido pela semifinal do Campeonato Paulista 2022, Morumbi, neste domingo (27). (Foto: Maycon Soldan/Código 19/Folhapress) ORG XMIT: São Paulo e Corinthians
São Paulo (SP), 27/03/2022 - SÃO PAULO-CORINTHIANS - O time do São Paulo comemora a classificação para a final. São Paulo e Corinthians, jogo válido pela semifinal do Campeonato Paulista 2022, Morumbi, neste domingo (27). (Foto: Maycon Soldan/Código 19/Folhapress) ORG XMIT: São Paulo e Corinthians |  Foto: Maycon Soldan/Código 19/Folhapress
 

A decisão será a primeira de Rogério Ceni à frente do São Paulo, como treinador. Ceni, no período em que jogou no clube, foi tricampeão paulista, tricampeão brasileiro e venceu até a Libertadores e o Mundial de Clubes. Wellington abriu o placar da partida aos 41 minutos. O lateral-esquerdo recebeu um passe na entrada da área do Corinthians e finalizou com um chute forte.

O segundo gol do São Paulo foi marcado pelo meia Alisson, aos 17 do segundo tempo. Houve um princípio de tumulto entre jogadores alguns minutos depois, quando o atacante são-paulino Luciano foi derrubado por Du Queiroz -ambos receberam cartão amarelo.

O Corinthians diminuiu aos 40 do segundo tempo, em gol marcado por Jô após falha do goleiro Jandrei. Depois do apito final, Adson, do Corinthians, foi expulso por reclamação.

Com a vitória deste domingo, o São Paulo quebra uma sequência de nove derrotas para o Corinthians em mata-matas. A última vez que o time tricolor eliminou o Corinthians foi no campeonato estadual de 2000.

A partida registrou o maior público de 2022 do São Paulo, com 53,9 mil pagantes --o clássico contra o Palmeiras pela primeira fase do Paulista teve 46,3 mil torcedores no Morumbi.

Este é o terceiro clássico que o Corinthians perde desde a chegada de Vítor Ferreira, contratado no final de fevereiro. O técnico português foi anunciado depois da demissão de Sylvinho, motivada por uma derrota para o Santos. Com o novo comandante, caiu diante do São Paulo no último dia 5 e pelo Palmeiras no dia 17, além do revés deste domingo.

O título do Paulista será disputado em duas partidas, de ida e de volta, que devem acontecer em 30 de março e 3 de abril.

Abel Ferreira, que assinou neste sábado (26) a renovação de contrato, vai para a sua nona final no clube. Das oito decisões até agora, Abel venceu duas Libertadores, uma Copa do Brasil e uma Recopa Sul-Americana, mas ainda não ganhou o Paulista.

Confrontos recentes

Depois de perder a decisão do Paulista de 2021 para o São Paulo, em agosto, o Palmeiras conseguiu eliminar o São Paulo da Libertadores nas quartas de final, com direito a vitória por por 3 a 0 no jogo de volta e quebrou o tabu -até então, jamais havia vencido o rival na competição. Em 1994, 2005 e 2006, o São Paulo passou pelo Palmeiras em mata-matas.

Em novembro, em partida do Brasileiro, Abel Ferreira escalou um elenco quase que inteiramente reserva, com a justificativa de permitir que o time titular descansasse para a final da Libertadores, que seria disputada alguns dias depois -o Palmeiras acabou derrotado por 2 a 0 pelo São Paulo. O treinador recebeu críticas da torcida organizada pela escolha na ocasião, mas semanas depois sagrou-se campeão do da copa continental.

SÃO PAULO

Jandrei; Rafinha (Igor Vinicius), Diego, Léo e Welington (Miranda); Pablo Maia, Rodrigo Nestor (Talles), Igor Gomes e Alisson (Rigoni); Eder (Luciano) e Calleri. T.: Rogério Ceni

CORINTHIANS

Cássio; Fagner (Robson Bambu), João Victor, Gil e Lucas Piton (Adson); Du Queiroz, Giuliano (Jô), Paulinho (Júnior Moraes) e Renato Augusto; Willian (Gustavo Mosquito) e Róger Guedes. T.: Vítor Pereira

Estádio: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)

Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araujo

Cartão vermelho: Adson (COR)

Gols: Welington, aos 41 minutos do 1° tempo (SPFC), e Alisson, aos 17 minutos do 2° tempo (SPFC); Jô, aos 40 minutos do 2° tempo (COR)