Depois de vencer o Atlético-MG sábado à tarde e chegar aos 35 pontos ganhos, praticamente assegurando a sua classificação para a próxima etapa da Copa João Havelange, os planos do técnico Levir Culpi agora ficaram mais ousados. O próximo objetivo é o primeiro lugar na classificação, o que daria à equipe a vantagem contra todos os outros clubes na etapa seguinte da competição. ‘‘Isso será muito importante para o passo seguinte, a conquista do título’’, resume Levir.
Embora reconheça que a tarefa não é fácil, Levir tem esperanças de ficar pelo menos entre os três primeiros nesta fase preliminar da Copa João Havelange. Mesmo tendo três jogos fora e apenas um em casa, contra o Corinthians, o treinador são-paulino aposta numa sequência de resultados que dê à sua equipe os pontos suficientes para alcançar os objetivos. ‘‘Até porque teremos pelo menos dois jogos contra adversários diretos, que tem o mesmo objetivos nossos’’, explica o treinador são-paulino.
No raciocínio de Levir, se o São Paulo vencer o Sport e o Vasco teoricamente ganhará 12 pontos, já que se trata de jogos que valem 6 pontos – os três pela vitória em si e outros três que o adversário deixa de ganhar na luta particular pela melhor classificação. ‘‘Nesse aspecto foi muito importante ter vencido o Atlético-MG, principalmente jogando um futebol convincente. Na prática, o time vai chegar embalado para decidir a sua posição nesses quatro últimos jogos’’.
Para não ver os planos frustrados precocemente, Levir vai cobrar dos jogadores a mesma aplicação mostrada contra o Atlético-MG. O jogo chave do time é justamente aquele teoricamente considerado o mais fácil dos quatro, contra o Juventude, em Caxias do Sul. Os próprios jogadores parecem já ter entendido o recado: ‘‘O fato de estarmos virtualmente classificados não significa que a nossa missão nesta fase de classificação já acabou’’, alerta o goleiro Rogério Ceni, um dos destaques da equipe na vitória sobre o Atlético-MG.
‘‘Ao contrário: pouca gente percebe, mas o nosso sucesso lá na frente vai depender do que nós fizermos nesses últimos quatro jogos. Ter a vantagem do empate na fase decisivo pode ser o primeiro passo para conquistar algo maior nesta Copa João Havelange’’.