|
  • Bitcoin 124.343
  • Dólar 5,0741
  • Euro 5,2058
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 07/07/2022, 23:45

São Paulo elimina a Católica na Sul-Americana com primeiros gols de jovens

PUBLICAÇÃO
quinta-feira, 07 de julho de 2022

BRUNNO CARVALHO
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - A facilidade encontrada pelo São Paulo na primeira partida se repetiu no Morumbi contra a Universidad Católica. O time de Rogério Ceni precisou de apenas 45 minutos para abrir uma vantagem confortável no placar, com Luciano e Eder, e garantir a classificação para as quartas de final da Copa Sul-Americana, nesta quinta-feira (7). No segundo tempo, os jovens Moreira e Rodriguinho fecharam o placar em 4 a 1 -Fuenzalida fez o gol do time chileno.

Com apenas 18 anos, Rodriguinho viveu uma noite mágica no Morumbi. O camisa 47 subiu ao profissional para um período de testes de duas semanas com Rogério Ceni. Com apenas 13 minutos em campo, em seu primeiro jogo, ele balançou as redes e teve seu nome gritado por toda a torcida presente no estádio.

O São Paulo se prepara agora para um duelo brasileiro nas quartas de final da Copa Sul-Americana. A equipe de Rogério Ceni enfrentará o Ceará, que eliminou o The Strongest-BOL. Por ter a melhor campanha da competição, a equipe cearense decidirá o confronto em casa. As datas ainda serão anunciadas.

Antes de se preocupar com o torneio continental, o São Paulo volta as suas atenções para o Campeonato Brasileiro. No domingo, às 18h (de Brasília), a equipe visita o Atlético-MG, pela 16ª rodada da competição.

A fragilidade da Universidad Católica fez com que o São Paulo precisasse de apenas 45 minutos para resolver a classificação para as quartas de final da Copa Sul-Americana. Atacando quase sempre pela esquerda, o time de Rogério Ceni aproveitou, com Welington e Patrick, os espaços deixados pela defesa chilena.

Foi justamente assim que o primeiro gol saiu, aos 13 minutos de partida. Mesmo caído no chão, Welington tocou para Patrick, que avançou pela esquerda e cruzou rasteiro para trás. Luciano finalizou, a boal desviou em Parot e matou o goleiro Pérez.

O São Paulo seguiu na pressão durante todo o primeiro tempo. Nos 45 minutos iniciais, a equipe de Rogério Ceni finalizou 11 vezes, contra três da Católica. Já nos acréscimos, um pênalti marcado com a ajuda do VAR aliviou de vez a tensão no Morumbi.

Depois de cobrança de escanteio, a bola bateu no braço de Valencia. Na cobrança, Eder fez o segundo para o São Paulo. O camisa 23 não balançava as redes desde 23 de abril, quando garantiu o empate contra o Red Bull Bragantino, pelo Brasileirão.

A Universidad Católica foi controlada pelo São Paulo no primeiro tempo, mas conseguiu criar chances para abrir o placar no Morumbi. Aproveitando de lançamentos nas costas da defesa tricolor, a equipe de Ariel Holan por pouco não marcou com Valencia, aos 6 minutos de jogo.

O camisa 30 aproveitou bobeada da defesa são-paulina e saiu na cara do gol de Jandrei, mas chutou para fora.

A facilidade com que o São Paulo conduziu a partida permitiu que Moreira alcançasse um feito no Morumbi. Ao aproveitar cruzamento da esquerda de Patrick, o lateral luso-brasileiro marcou seu primeiro gol com a camisa profissional do time tricolor. Essa foi o sexto jogo dele sob o comando de Rogério Ceni.

SÃO PAULO

Jandrei; Diego Costa, Miranda (Moreira), Léo; Rafinha (Rodriguinho), Igor Gomes (Talles), Neves, Patrick (Luizão), Welington; Eder (Rigoni) e Luciano. Técnico: Rogério Ceni.. Técnico: Rogério Ceni

UNIVERSIDAD CATÓLICA

Pérez; Cuevas (Daniel González, depois Fuenzalida), Asta-Buruaga, Ampuero, Parot (Nehuén Paz); Saavedra, Núñez, Orellana (Felipe Gutiérrez); Zampedri, Tapia (Astudillo) e Valencia Técnico: Ariel Holan

Estádio: Morumbi, em São Paulo (SP)

Público: 47.097 pessoas

Renda: R$ 2.233.298,00

Árbitro: Alexis Herrera (VEN)

Auxiliares: Carlos A. Lopez (VEN) e Lubin Torrealba (VEN)

VAR: John Perdomo (COL)

Cartões amarelos: Eder (SAO); Nehuén Paz e Zampedri (UNI)

Gols: Luciano (SAO), aos 16', e Eder (SAO), aos 46'/1ºT; Moreira (SAO), aos 13', Rodriguinho (SAO), aos 35', e Fuenzalida (UNI), aos 43'/2ºT.