Santos volta à Libertadores em duelo sem gols com o Olimpia


SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - De volta à Copa Libertadores após longa paralisação, o Santos teve de se contentar com um empate por 0 a 0 com o Olimpia, na Vila Belmiro. O time brasileiro construiu algumas oportunidades e ficou com um jogador a mais na etapa final, porém não conseguiu movimentar o placar na noite de terça-feira (15).

Se não era o placar buscado por Cuca, ainda é boa a situação de seus comandados no Grupo G da competição continental. A formação praiana lidera a chave, com sete pontos em três jogos, dois à frente do Olimpia. Defensa y Justicia (0) e Delfín (1) duelarão nesta quinta (17).



Não foi um grande jogo. Soteldo chegou a acertar a trave no primeiro tempo, e os visitantes tiveram um jogador expulso aos 23 minutos do segundo. Mesmo assim, os donos da casa não acharam o gol que buscavam no estádio vazio -como todos na retomada do torneio em meio à pandemia do novo coronavírus.

Na metade inicial do jogo, houve muita briga no meio de campo e pouca fluência. Cada time construiu um momento de maior perigo, sem fazer o suficiente para ir ao vestiário em vantagem.

Pelo Olimpia, a principal chance foi em chute de Pitta, que substituíra o experiente Roque Santa Cruz, machucado logo no início do jogo. João Paulo fez boa defesa, aos 27 minutos.

Do outro lado, dez minutos depois, Soteldo teve uma grande oportunidade depois de invadir a área pela esquerda e levar vantagem sobre a marcação. Mesmo com pouco ângulo, ele bateu rasteiro, na saída do goleiro, e acabou acertando o poste esquerdo.

O panorama não mudou muito após o intervalo. O Santos se viu perto do gol mais uma vez aos 11 minutos, quando Soteldo cruzou da esquerda e Sánchez, no segundo pau, escorou para a pequena área. Raniel, fora de ritmo após um período de ausência, não teve agilidade para concluir.

Os espaços cresceram para os anfitriões no momento em que o caçado Marinho sofreu mais uma falta dura, de Rojas, expulso aos 23 minutos. Cuca acionou Lucas Lourenço, Jean Mota e Madson, mas o time praiano não conseguiu chegar ao gol que buscava.

SANTOS

João Paulo; Pará (Madson), Luan Peres, Lucas Veríssimo e Felipe Jonatan (Jean Mota); Alison (Lucas Lourenço), Diego Pituca e Carlos Sánchez; Marinho, Soteldo e Raniel (Marcos Leonardo). Técnico: Cuca

OLIMPIA

Azcona; Otalvaro, Leguizamón, Alcaraz e Torres (Arias); Silva (Derlis González), Candia (De la Cruz), Ortiz e Rodrigo Rojas; Camacho (Caballero) e Roque Santacruz (Pitta). Técnico: Daniel Garnero

Local: Vila Belmiro, em Santos-SP

Árbitro: Leodan Gonzalez (URU)

Assistentes: Nicolas Taran (URU) e Richard Trinidad (URU)

Amarelos: Marinho; Candia, De la Cruz e Rojas (2)



Vermelho: Rojas

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo