O Santos não desistiu de contratar o meia Adriano. Ontem, os dirigentes do clube paulista tentaram contato com o presidente atleticano, Ademir Adur. Os cartolas do Atlético, entretanto, insistem em dizer que o jogador não está à venda e é uma das principais armas para chegar as finais da maior competição da América do Sul, a Taça Libertadores.
O meia Adriano não quis falar sobre uma possível negociação. O ídolo rubro-negro disse apenas que nenhum dirigente santista o procurou. ‘‘Não me contataram. Soube do interesse do Santos através dos jornais. Seria precipitado falar sobre o assunto. Eu nem sei se realmente vai acontecer. Os dirigentes falaram há alguns dias que eu ficaria na equipe pelo menos durante o primeiro semestre’’, desconversou.
O amistoso de amanhã contra o Santos está marcado para as 20h30, na Vila Belmiro. Para esta partida o técnico Oswaldo ‘Vadão’ Alvarez vai dar oportunidade ao meia Silas, que ainda não jogou com a camisa vermelha e preta. O treinador garantiu que ele joga pelo menos 45 minutos, como volante. Ainda não foi confirmado se no lugar de Luís Carlos Goiano ou de Marcus Vinícius.
Apesar do amistoso de amanhã, Vadão vem pegando pesado nos treinamentos. Ontem os atletas trabalharam em dois períodos. Pela manhã, os atletas ficaram das 9 às 13 horas realizando treinos táticos. À tarde, a dose foi repetida entre às 16 e às 18 horas.
Hoje os atletas voltam ao CT do Caju para um coletivo, às 8h30. O treinador quer corrigir os defeitos que levaram o Atlético ceder o empate para o América-MG, que custou a desclassificação da Copa Sul-Minas.