|
  • Bitcoin 101.558
  • Dólar 5,3317
  • Euro 5,5605
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 08/06/2022, 23:34

Santos empata com Inter na Vila com arbitragem confusa e visita de Rodrygo

PUBLICAÇÃO
quarta-feira, 08 de junho de 2022

LUCAS MUSETTI PERAZOLLI E MARINHO SALDANHA
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SANTOS, SP, E PORTO ALEGRE, RS (UOL/FOLHAPRESS) - Em jogo movimentado e com polêmicas de arbitragem, o Santos só empatou em 1 a 1 com o Internacional nesta quarta-feira (8), na Vila Belmiro, em duelo válido pela décima rodada do Campeonato Brasileiro.

O time paulista e o clube gaúcho tiveram várias chances e poderiam ter feito mais gols. No primeiro tempo, o árbitro Ramon Abatti Abel (SC) deu pênalti fora da área em Léo Baptistão e foi corrigido. Ainda na etapa inicial, Eduardo Bauermann teve gol anulado por impedimento em lance ajustado. Na etapa final, o assistente invalidou gol de Lucas Braga, mas o vídeo corrigiu. A atuação da equipe enfureceu o Santos e sua torcida.

A partida na Vila também contou com a presença de Rodrygo. De férias do Real Madrid, o atacante revelado pelo Santos foi à Vila Belmiro com seus familiares e encontrou Ângelo e o presidente Andres Rueda.

Com o empate, o Santos cai para o décimo lugar, com 13 pontos, enquanto o Internacional agora é o quinto, com 15. O time alvinegro não vence há cinco jogos. O Inter não perde há 14 partidas.

Na próxima rodada, o Santos visitará o Atlético-MG, em Belo Horizonte. O Internacional receberá o Flamengo em Porto Alegre.

O Santos tentou tomar as rédeas do jogo, mas viu o Inter ser sempre perigoso nos contra-ataques. A opção por Ricardo Goulart e Bryan Angulo deixou o Peixe mais forte pelo alto, mas enfraqueceu a marcação e a segurança defensiva de partidas anteriores.

O rendimento coletivo do Inter foi regular. Gabriel no lugar de Rodrigo Dourado manteve o meio-campo firme e adicionou velocidade. Edenilson foi centralizado, com Pedro Henrique atuando aberto pela direita e De Pena deslocado para a esquerda. Alan Patrick buscou armar jogadas para David, mas novamente o atacante apareceu pouco. Exatamente a ausência de um homem de área foi o principal ponto negativo no time colorado. Sem conseguir manter posse de bola no campo de ataque, o Inter viveu de chegadas em velocidade. Na defesa, o grande drama do time gaúcho foi a bola aérea defensiva, que vazou durante toda a partida.

O trabalho da equipe comandada por Ramon Abatti Abel (SC) foi controverso. No primeiro tempo, ele marcou pênalti numa falta fora da área em Léo Baptistão e foi corrigido pelo VAR. Ainda na etapa inicial, Bauermann marcou em um lance muito ajustado e o impedimento foi marcado após checagem. No segundo tempo, o assistente anulou gol de Lucas Braga por impedimento, mas o VAR novamente corrigiu e confirmou o lance legal.

Autor do gol do Inter, Bruno Méndez entrou no segundo tempo do jogo na Vila Belmiro e completou o sexto jogo pelo Inter. Como o limite para poder atuar em outro clube é de sete partidas, ele não poderia jogar se voltasse para o Corinthians. O time alvinegro e o Inter seguem negociando a transferência em definitivo. A cláusula de compra no empréstimo é de 6 milhões de dólares.

SANTOS

João Paulo, Madson, Maicon, Eduardo Bauermann e Lucas Pires; Rodrigo Fernández, Vinicius Zanocelo (Gabriel Pirani) e Ricardo Goulart (Lucas Barbosa); Léo Baptistão, Lucas Braga (Sandry) e Bryan Angulo (Rwan). Técnico: Fabián Bustos

INTERNACIONAL

Daniel, Bustos (Bruno Méndez), Vitão, Mercado e Renê; Gabriel, Edenilson (Mauricio) e Alan Patrick (Taison); De Pena, Pedro Henrique (Rodrigo Dourado) e David (Alemão). Técnico: Mano Menezes

Estádio: Vila Belmiro, em Santos (SP)

Público: 8.845

Renda: R$ 260.880,00

Árbitro: Ramon Abatti Abel (SC)

Assistentes: Kleber Lucio Gil e Henrique Neu Ribeiro (ambos de SC)

VAR: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)

Cartões amarelos: Madson e Rodrigo Fernández (SAN); Edenilson (INT)

Gols: Lucas Braga (SAN), aos 20', e Bruno Méndez (INT), aos 25'/2ºT