Santos, 16 (AE) - Os conselheiros do Santos irão conhecer os detalhes da proposta de parceria encaminhada à direção do clube em assembléia marcada para amanhã, às 20 horas. Depois que a nova diretoria assumiu, as bases da proposta apresentada pela Cie-Koch Tavares foram rediscutidas e agora há pressa em resolver de vez a questão. Tanta que na quarta-feira haverá outra assembléia, com a pauta prevendo a concessão de autorização à diretoria executiva para a "finalização das negociações e elaboração de contrato".
A parceria não será a única preocupação dos santistas nesta semana. Os jogadores recomeçam a trabalhar amanhã no CT Rei Pelé e Carlos Alberto Silva ainda não sabe se poderá contar com algum reforço para Torneio Rio-São Paulo. No sábado, seu time irá enfrentar Botafogo-RJ e os únicos reforços anunciados até aqui foram o zagueiro Galván e o lateral-esquerdo Rubens Cardoso, mas a volta de Anderson e Caio. Baiano também deverá ser reincorporado ao elenco quando terminar sua participação da Seleção Pré-Olímpica.
Com o fim da Copa Mundial de Clubes na sexta-feira, os santistas poderão tentar abrir as negociações com o Vasco da Gama para a aquisição de alguns jogadores. O goleiro Carlos Germano, que já tem pré-contrato com o Santos, poderá ser apresentado esta semana, mas há interesse também por Mauro Galvão, Viola e Ramon. O problema é contornar a ira de Eurico Miranda, que não gostou do assédio dos dirigentes do Santos aos seus jogadores antes mesmo de terminar o Mundial e revelou que não cederia qualquer de seus atletas ao clube de Vila Belmiro.