O Santos vive uma crise que parece não ter fim. Ontem, a diretoria santista admitiu que os pagamentos do direito de imagem dos jogadores está atrasado, o que só deve ser solucionado amanhã. Além dos atletas, os dirigentes estão sofrendo outras cobranças. Na terça-feira, o ex-técnico do time, Carlos Alberto Silva, esteve na cidade para uma audiência no processo trabalhista que move contra o clube, exigindo indenização de R$ 2 milhões pelo rompimento de seu contrato.