|
  • Bitcoin 102.490
  • Dólar 5,3317
  • Euro 5,5605
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 18/06/2022, 23:00

Santos abre 2 a 0, mas perde fôlego e leva empate do Red Bull Bragantino na Vila Belmiro

PUBLICAÇÃO
sábado, 18 de junho de 2022

LUCAS MUSETTI PERAZOLLI
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SANTOS, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Santos abriu 2 a 0, mas levou o empate do Red Bull Bragantino em jogo muito movimentado neste sábado (18), na Vila Belmiro, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. Léo Baptistão marcou os dois gols do time alvinegro. O time de Bragança Paulista deixou tudo igual com Hyoran e Luan Cândido.

O Santos foi para cima do Red Bull Bragantino, mas teve problemas defensivos desde o início. No ataque, o time alvinegro funcionou e criou chances. Na defesa, porém, o goleiro João Paulo precisou trabalhar muito. Hyoran descontou ainda no primeiro tempo e Luan fez um golaço para empatar na etapa final. O técnico Fabián Bustos se revoltou com a arbitragem de Douglas Marques das Flores e foi expulso, assim como o preparador físico Marcos Conenna.

O empate deixa Santos e Red Bull Bragantino com 18 pontos, mas o time alvinegro é o quinto e o elenco bragantino é o sétimo por causa do saldo de gols. O São Paulo é o sexto e quem vencesse hoje entraria no G4. As equipes podem perder posições com os jogos de domingo.

O Santos voltará a campo para enfrentar o Corinthians na quarta-feira (22), na Neo Química Arena, pela ida das oitavas de final da Copa do Brasil. O Red Bull Bragantino tem a semana livre antes de visitar o Athletico-PR no dia 25, na Arena da Baixada, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O Santos tentou se impor na Vila Belmiro e foi para cima do Red Bull Bragantino desde o apito inicial, mas marcou mal. O time litorâneo construía bem no ataque e, quando perdia a bola, passava por apuros. O lado direito com os atacantes Lucas Braga (improvisado de lateral-direito) e Léo Baptistão funcionou, porém, foi por ali também que os visitantes se criaram. No segundo tempo, o Santos não conseguiu corrigir a marcação e levou o empate.

Léo Baptistão foi titular após se recuperar de lesão na coxa e fez dois gols pela primeira vez desde que chegou ao Santos. O atacante vive 2022 totalmente diferente de 2021, quando só atuou oito vezes, teve grave lesão na panturrilha e não balançou as redes.

Bruno Oliveira jogou pela primeira vez como titular do Santos. O meia canhoto deu belo passe na origem do segundo gol do time e deixou boa impressão.

João Paulo fez pelo menos três defesas importantes no primeiro tempo. Após salvar o Santos, ele comemorou demais o segundo gol. No último lance da etapa inicial, porém, o goleiro saiu precipitadamente da pequena área, viu os visitantes diminuírem e foi para o vestiário se lamentando muito. Ele não teve culpa no gol de empate do Bragantino.

Marcos Leonardo foi caçado pela defesa do Red Bull Bragantino. Só no primeiro tempo, foram seis faltas recebidas. O atacante reclamou demais com a arbitragem sobre o rodízio de faltas, mas só conseguiu "cavar" um cartão amarelo.

João Paulo e Vinicius Zanocelo receberam o terceiro cartão amarelo e não enfrentarão o Corinthians na 14ª rodada, na Neo Química Arena. Antes, porém, o Santos enfrentará o mesmo rival e fora de casa, só que pela Copa do Brasil, na quarta-feira. Na Copa do Brasil, João e Zanocelo estarão à disposição. O técnico Fabián Bustos também foi expulso por reclamação.

SANTOS

João Paulo, Lucas Braga, Kaiky, Eduardo Bauermann e Lucas Pires; Rodrigo Fernández, Vinicius Zanocelo (Camacho) e Bruno Oliveira (Sandry); Léo Baptistão (Ângelo), Jhojan Julio (Rwan) e Marcos Leonardo. T.: Fabián Bustos

RED BULL BRAGANTINO

Cleiton; Aderlan, Kevin, Natan e Luan Cândido; Raul (Eric Ramires), Lucas Evangelista e Hyoran (Praxedes); Artur (Carlos Eduardo), Helinho (Sorriso) e Jan Hurtado (Alerrandro). T.: Maurício Barbieri.

Estádio: Vila Belmiro, em Santos (SP)

Público: 10.924

Renda: R$ 361.888,75

Árbitro: Douglas Marques das Flores (SP)

Assistentes: Daniel Paulo Ziolli e Fabrini Bevilaqua Costa (ambos de SP)

VAR: Emerson de Almeida Ferreira (MG)

Cartões amarelos: João Paulo, Vinicius Zanocelo, Bruno Oliveira e Ricardo Goulart (SAN); Raul, Helinho e Praxedes (RED)

Cartão vermelho: Fabián Bustos (SAN)

Gols: Léo Baptistão (SAN), aos 16' e 35', e Hyoran (RED), aos 45/1ºT; Luan Cândido (RED), aos 25'/2ºT.