|
  • Bitcoin 124.689
  • Dólar 5,0741
  • Euro 5,2058
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 01/07/2022, 14:31

Sainz é o mais rápido do dia nos treinos em Silverstone

PUBLICAÇÃO
sexta-feira, 01 de julho de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Carlos Sainz terminou como o mais rápido do dia nos treinos livres para o Grande Prêmio da Grã-Bretanha da Fórmula 1, nesta sexta-feira (1º). Em Silverstone, o espanhol da Ferrari registrou 1m28s942 e foi seguido no pódio por dois britânicos: o heptacampeão Lewis Hamilton, da Mercedes, com 1m29s105, e Lando Norris, da Mc Laren, com 1m29s118.

Atual campeão e líder da temporada em 2022, Max Verstappen, da Red Bull, ficou em quarto, uma posição na frente de Charles Leclerc, da Ferrari. Fernando Alonso, da Alpine, Sergio Pérez, da Red Bull, George Russell, da Mercedes, Daniel Ricciardo, da McLaren e Lance Stroll, da Aston Martin, completaram, respectivamente o top-10.

Depois de uma manhã praticamente "perdida" por conta da chuva, os pilotos já começaram com tudo no segundo treino do dia. Com a pista seca, as condições estavam mais propícias para eles se prepararem para a corrida de domingo (3). No entanto, fortes ventos ainda se faziam presentes e alguns carros estavam balançando na pista.

Durante os primeiros 15 minutos de atividade, Leclerc, Verstappen e Sainz se alternaram nas primeiras posições. E seguiram assim até que o monegasco da Ferrari assumiu a dianteira, onde ficou até perto da metade das atividades.

Foi então que Lando Norris, da McLaren, passou à frente. No entanto, a liderança do britânico de 22 anos durou pouco, já que Carlos Sainz recuperou a primeira colocação para a Ferrari. O espanhol foi o primeiro a completar uma volta mais rápida do que 1m29, registrando 1m28s942.

Faltando 15 minutos, Hamilton fez sua melhor volta e pulou para a segunda colocação. Na reta final, o 2º treino livre não teve mudanças nas primeiras posições. Valterri Bottas, da Alfa Romeu, que tinha terminado na liderança na atividade da manhã, foi apenas o 11º.

O TL1

Em uma manhã marcada pela chuva e com 'clima de rachão', o piloto da Alfa Romeo registrou a melhor volta: 1m42s249. Lewis Hamilton, da Mercedes, ficou em segundo, com 1m42s781, e Carlos Sainz, da Ferrari, fechou o 'pódio', com 1m42s967.

O treino começou com a pista consideravelmente molhada por conta da chuva, o que fez com que os pilotos fizessem apenas voltas de reconhecimento no início. O perfil da F1 no Twitter até brincou com o tempo característico na Inglaterra. "Um pouco de sol, algumas nuvens e gotas de chuva? Apenas o clima típico de Silverstone!", comentou.

Depois de cerca de 11 minutos do começo da atividade, Leclerc foi o primeiro a registrar um tempo, fazendo uma volta em 1m43s801. À medida que o treino avançava, a chuva ia se dispersando e a pista foi ficando mais seca. Foi então que seu companheiro de Ferrari, Carlos Sainz, tomou a dianteira, com 1m42s967.

Faltando cerca de meia hora, Bottas tirou Leclerc da segunda colocação, com 1m43s437. Na sequência, na marca dos últimos 20 minutos, nenhum carro estava na pista. Devido à chuva, os pilotos não estavam arriscando e o clima nos boxes das equipes era de total descontração.

No entanto, a pista começou a secar e, nos dez minutos restantes, Hamilton foi à pista para a alegria do público presente. Depois do exemplo do heptacampeão, os demais pilotos também voltaram à ação para aproveitarem as melhores condições.

Quase no estouro do relógio, Bottas conseguiu fazer o melhor tempo e tomou a dianteira. Também em sua última volta, o britânico de 37 anos da Mercedes reagiu e terminou em segundo.

A recuperação da Hamilton fez com que Charles Leclerc, da Ferrari, ficasse em quarto, com 1m43s801. O atual campeão da categoria e líder da temporada de 2022, o holandês Max Verstappen, da Red Bull Racing, não registrou nenhum tempo, assim como seu companheiro de equipe, Sergio Pérez.

Ao todo, dez pilotos, metade do grid, não registraram tempo na atividade.

O primeiro treino ainda teve uma bandeira vermelha no apagar das luzes. O canadense Lance Stroll, da Aston Martin, perdeu o controle do carro e foi para o cascalho, mas sem se acidentar.