Sílvio Barseti Rio, 26 (AE) - O médico da Internazionale de Milão, Piero Volpi, disse ontem que o atacante Ronaldo estará, em um mês, apto a voltar a treinar com bola. Volpi esteve na Granja Comary, em Teresópolis, na região serrana
para fazer uma avaliação clínica do jogador e ficou impressionado com a concentração da seleção brasileira e com o centro de treinamento da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). "Estou surpreso, nem na Europa eu tinha visto coisa igual", declarou o médico. Volpi fez também elogios ao trabalho do fisioterapeuta Nilton Petroni, o Filé, que vem acompanhando a recuperação de Ronaldo, em Terezópolis. O atacante perdeu um quilo e meio na primeira semana de treinos específicos na Granja Comary e, apesar de ainda estar três quilos acima de seu peso ideal, comemorou a previsão do médico. Ele brincou, ao dizer que estava se sentindo mais fino e que sua aliança estava escorrendo pelo dedo. "Vou ter de trocá-la", disse. Ronaldo garantiu que não sente mais dores no joelho direito, local em que foi submetido a uma operação em 30 de novembro do ano passado. Ele fica em tratamento, em Teresópolis, e até sexta-feira. Até ontem Ronaldo havia corrido 30 quilômetros nos cinco primeiros dias de treino na cidade. "Tenho certeza de que voltarei a jogar com força total", prometeu.
A expectativa dos dirigentes da Inter de Milão é de que Ronaldo velte a atuar pelo time em abril. O próprio atacante já admitiu a possibilidade de participar do segundo jogo do Brasil pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2002: contra o Equador, dia 25 ou 26 de abril, em São Paulo. Hoje ele faz uma visita rápida a seus pais, no Rio, e volta amanhã cedo para Teresópolis e continua o treino visando à recuperação.